Voltar para home page
Alimentação saudável

Descubra a relação entre os distúrbios comportamentais e a diminuição ou aumento de apetite

Alguns transtornos psicológicos podem afetar a forma como você se alimenta. Entenda abaixo!

Alguns transtornos psicológicos podem afetar a forma como você se alimenta. Entenda abaixo!

Você já parou para pensar por que engordamos ou emagrecemos exageradamente? O que há por trás da forma como nos alimentamos? Apesar de muitas pessoas não associarem imediatamente, alguns distúrbios comportamentais, como ansiedade e depressão, podem impactar diretamente na nossa alimentação. Isso porque grande parte das nossas emoções podem reger o funcionamento do nosso organismo e do nosso comportamento alimentar. Para entender melhor sobre o assunto, o Cuidados Mil explica como alguns fatores psicológicos podem impactar a forma como comemos. Confira!

A Síndrome de Burnout pode causar alterações no apetite

Causado pelo excesso de trabalho, o distúrbio emocional tem afetado cada vez os mais profissionais que atuam diariamente sob pressão e com responsabilidades constantes. Envolvendo sintomas muitas vezes semelhantes aos de outras condições de saúde, como ansiedade e depressão, a Síndrome de Burnout pode provocar nervosismo e problemas físicos e psicológicos, assim como também pode influenciar na sua relação com a comida. A pressão e desânimo chegam a um nível tão exaustivo que a pessoa perde o apetite.

Depressão também pode influenciar na sua alimentação

A depressão é um distúrbio comportamental que atinge boa parte da população. De acordo com Ministério de Saúde, estudam mostram que é comum que a síndrome apareça no final da 3ª década da vida. Podendo ser causada por diferentes motivos, a depressão também surge devido à deficiência de algumas substâncias cerebrais, conhecidas como neurotransmissores. A Noradrenalina, Serotonina e Dopamina estão envolvidas diretamente na regulação da atividade motora, do humor e, principalmente, do apetite. Por isso, um dos principais sintomas da depressão é a perda ou aumento de apetite. No último caso, é comum que o interesse por carboidratos e doces cresça consideravelmente.

Ansiedade é um distúrbio que pode resultar em alteração do apetite

Os sintomas da ansiedade incluem transtornos que compartilham características de medo excessivo, como tremor, coração disparado e falta de ar. Mas, além disso, o distúrbio também resulta em alterações no apetite. Isso porque a ansiedade pode funcionar de duas formas diferentes em relação à alimentação: existem pessoas que, devido aos sintomas, literalmente travam e não conseguem comer corretamente, causando perda de peso. Por outro lado, a doença também pode gerar a compulsão por comida. A ansiedade não tratada leva o paciente a criar mecanismos para aliviar a tensão e o consumo de alimentos de forma impulsiva é um deles.

Últimas novidades

Como funciona a vacina contra HPV?

Saúde

Como funciona a vacina contra HPV?

A vacina contra HPV (Papilomavírus Humano) é uma das formas mais eficazes de prevenir a infecção, que pode ter vários tipos e níveis de gravidade. A transmissão ocorre pelo contato sexual ou de mãe para filho e pode atingir pele e mucosas. Além disso, algumas versões do vírus são agentes causadores de diversos cânceres, incluindo o do colo de útero - que, segundo a Organização Mundial da Saúde, afeta cerca de 290 milhões de mulheres no mundo inteiro. A vacina tem uma ação preventiva contra os tipos mais comuns da infecção e pode ser administrada ainda na adolescência.

Acidente Vascular Cerebral: o que é, causas e como prevenir

Emergência

Acidente Vascular Cerebral: o que é, causas e como prevenir

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é uma dos problemas mais comuns no mundo inteiro. Também conhecido com derrame cerebral, ele acontece por causas variadas e pode levar à morte - ou provocar consequências graves que afetam toda a vida do paciente. A junção de alguns sintomas ajudam a identificar o problema, que precisa de um atendimento médico imediato. O AVC ainda é cercado de mitos e dúvidas, mas uma coisa é certa: o problema pode ser evitado com atitudes simples no dia a dia.

4 benefícios cientificamente comprovados da meditação

Terapias

4 benefícios cientificamente comprovados da meditação

A meditação é um método milenar associado à saúde e ao bem-estar físico e mental. Não se sabe ao certo quando ou onde surgiu, já que a prática acompanha a humanidade desde os seus primórdios, mas uma coisa é certa: a meditação tem ganhado mais popularidade e, inclusive, é indicada no tratamento de diversos transtornos. O método pode ser resumido como um treinamento da mente para esvaziar ou redirecionar os pensamentos. Na prática, é muito mais do que isso e a ciência pode comprovar. Veja abaixo 4 benefícios da meditação com respaldo científico!

Vegetarianismo: o que você precisa considerar antes de fazer a transição?

Alimentação saudável

Vegetarianismo: o que você precisa considerar antes de fazer a transição?

Causa animal, saúde, cuidado com o meio ambiente ou consumo consciente: as motivações para uma pessoa se tornar vegetariana são muitas. O vegetarianismo consiste, basicamente, em não consumir produtos de origem animal (carnes, laticínios e ovos), com algumas variações. Uma pesquisa divulgada pelo Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística), em abril de 2018, mostrou o crescimento da prática no país: cerca de 14% dos brasileiros se consideram vegetarianos, um aumento de 75% em comparação a 2012. Não há contraindicação para esse tipo de dieta, mas é necessário que você faça um acompanhamento médico para adequar a alimentação sem prejudicar a sua saúde.

Ver mais