Voltar para home page
Alimentação saudável

Como fazer a introdução alimentar de um bebê?

A introdução alimentar de um bebê deve ser feita aos poucos e seguindo alguns critérios

A introdução alimentar de um bebê deve ser feita aos poucos e seguindo alguns critérios

Não existem dúvidas de que uma boa introdução alimentar é fundamental para que, no futuro, o bebê possa ter uma alimentação saudável e equilibrada. Por mais que algumas pessoas duvidem, bons hábitos alimentares garantem a saúde na infância e também na vida adulta. Por isso, é essencial que os primeiros passos da introdução alimentar dos pequenos sejam feitos pelos pais com o maior cuidado possível. Mas, é claro que, esta fase gera muitas dúvidas e inseguranças. Pensando nisso, separamos tudo que você precisa saber para fazer a introdução alimentar do seu bebê. Confira!

Quando devo começar a introdução alimentar de um bebê?

Segundo a Organização Mundial de Saúde, o momento certo para introduzir alimentos sólidos para o bebê é a partir dos seis meses de idade. Antes deste período, o aparelho digestivo da criança ainda não está completamente preparado para receber alimentos que não sejam o leite materno ou fórmula infantil, resultando em algumas complicações, como o desmame precoce e doenças gastrointestinais.

Como preparar o bebê para a introdução alimentar?

Alguns estudos indicam que cerca de 30% dos bebês com desenvolvimento normal podem apresentar dificuldades ao abandonar o leite materno e começar a ingerir alimentos sólidos. Por isso, o ideal é treinar o pequeno para aprender a sugar, engolir e mastigar direito, facilitando as experiências e sensações com os alimentos. Experimente deixar o bebê com objetos próprios para isso, como mordedores, já que eles servem como um treino para não estranharem na hora de experimentar novos alimentos.

Ofereça uma alimentação variada e rica em nutrientes para o bebê

É comum que os pais tenham dúvidas sobre quais os primeiros alimentos que o bebê deve ingerir. O recomendado é oferecer à criança uma alimentação rica e variada em nutrientes, desde proteínas e carboidratos até vitaminas e ferro. Mas, para isso, é preciso oferecer alimentos aos poucos. A papinha de fruta, por exemplo, é uma ótima maneira para fazer o primeiro contato do bebê com alimentos diferentes do leite materno.

Conforme o pequeno estiver habituado, vale a pena apresentar alimentos dos quatro principais grupos alimentares: hortaliças e frutas, carnes e ovos, cereais e tubérculos e grãos. Além disso, é fundamental evitar que, pelo menos até os dois anos, o bebê não consuma itens como frituras, enlatados, refrigerantes e café. O sal também deve ser utilizado com moderação e na mínima quantidade possível. Para temperar as refeições, uma boa saída é utilizar temperos naturais, como salsinha e cebolinha.

É fundamental manter uma rotina de horários para as refeições

A fase de introdução alimentar também é um ótimo momento para ensinar a criança a se alimentar nos horários certos. Além disso, é necessário mostrar a criança que os momentos de refeição devem ser prazerosos. Por isso, evite prender a atenção deles com brinquedos e celulares, já que essas distrações prejudicam esse momento tão importante.

Últimas novidades

Saúde mental na adolescência e juventude: há sempre uma saída!

Saúde

Saúde mental na adolescência e juventude: há sempre uma saída!

A saúde mental na adolescência e juventude é um assunto muito importante e que deve ser falado. Essa é uma fase de mudanças em todos os sentidos, que quase sempre vêm acompanhadas de dúvidas e cobranças.  Qual profissão devo seguir? Como conseguir emprego? Será que devo me casar? Está na hora de ter filhos? Aluguel ou casa própria? Se pudéssemos olhar dentro da mente de um jovem, certamente encontraremos mais perguntas do que respostas.

Psicólogo ou psiquiatra: entenda o papel dos especialistas em saúde mental

Terapias

Psicólogo ou psiquiatra: entenda o papel dos especialistas em saúde mental

Nem todo mundo sabe quais são as diferenças entre psicólogo e psiquiatra, mas cada profissional tem uma função bem específica dentro do campo da saúde mental. Tudo começa, inclusive, pela formação de cada profissional, já que são especializados em áreas diferentes. Em muitos casos, o psicólogo e o psiquiatra trabalham em conjunto e de forma complementar, cada um auxiliando em um aspecto da vida do paciente.

Como é feito o tratamento de canal?

Odontologia

Como é feito o tratamento de canal?

Cuidar da saúde dos dentes é fundamental para manter um sorriso bonito. Consultas regulares ao dentista são super importantes, pois alguns procedimentos de rotina são necessários e somente o especialista poderá avaliar, por exemplo, quando realizar o tratamento de canal.  Só de ouvir o nome, a maioria das pessoas tem receio de realizar esse procedimento. Para esclarecer como é realizado o tratamento de canal, quais são as etapas e quais os cuidados necessários após o procedimento, o Cuidados Mil preparou uma matéria com tudo o que você precisa saber sobre esse assunto.

Qual a importância das vacinas para prevenir doenças e garantir a saúde da população?

Saúde

Qual a importância das vacinas para prevenir doenças e garantir a saúde da população?

Com a pandemia do novo coronavírus, as vacinas voltaram a ser a prioridade entre a comunidade científica e a própria população. O que poucos sabem é que as vacinas fazem parte da realidade há séculos e são consideradas umas das principais medidas preventivas contra doenças graves. No Brasil, a vacina surgiu em 1804 para combater a varíola, um quadro contagioso e muito perigoso para a época, mas que já foi erradicado depois de uma campanha de vacinação em massa organizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) por volta de 1970. Ainda assim, muitas pessoas não entendem o processo de desenvolvimento de imunizações e nem a importância de não deixar de se vacinar.

Ver mais