Voltar para home page
Alimentação saudável

Aprenda a comer melhor com 7 dicas para aproveitar a hora das refeições [Infográfico]

A alimentação carrega muitos significados em diferentes fases da vida e é essencial para a nossa saúde. Aprender a comer melhor é uma forma de absorver os nutrientes da forma correta e tem impactos diretos no seu dia a dia: ajuda a dormir melhor, ter mais disposição e evitar doenças. Com a correria do dia a dia e acúmulo de responsabilidades, o piloto automático acaba virando o estado normal sempre que é possível, principalmente na hora das tarefas que se repetem todos os dias, como o momento das refeições. Mudar sua relação com a comida nesse momento tão importante só trará benefícios para a sua vida. Veja como é simples!

-

-

1# Escolha os ingredientes com consciência do bem que eles vão te fazer

A refeição começa bem antes do momento de sentar-se à mesa, ainda no supermercado, hortifruti ou feira, quando você escolhe os ingredientes que vão ser cozinhados. De acordo com a sua dieta e gostos pessoais, escolha produtos saudáveis e que vão fazer bem ao seu corpo, com plena consciência disso. Troque os industrializados por naturais quando for possível, prefira alimentos frescos aos embutidos e siga nesse padrão de escolha, sabendo que o resultado final vai te fazer bem. 

2# Faça o momento de preparar os alimentos ser prazeroso

Como você precisa comer todos os dias, a rotina de ir para a cozinha e preparar os pratos não pode ser adiada. Por isso, a melhor forma de passar por ela é tornando-a prazerosa. Sem perder a consciência dos processos que estão acontecendo, alivie as etapas. Pode ser escolhendo seus pratos preferidos para preparar, ouvindo músicas que te deixam alegre ou qualquer outra coisa que eleve o astral do ambiente sem tirar a sua atenção.

3# Arrume a mesa mesmo se for comer sozinho

Se distrair quando você come sentado no sofá, por exemplo, é muito mais fácil. Para evitar que isso aconteça, arrume a mesa mesmo se você não tiver companhia em uma refeição específica. Basta uma toalha de mesa ou um jogo americano para mudar o clima e te ajudar a fixar a atenção no momento da refeição.

4# Elimine as distrações durante as refeições

Desenvolver a atenção plena na hora de comer é impossível se você estiver recebendo outros estímulos — e eles podem aparecer de formas diferentes. Hoje em dia, o mais comum de todos é o celular, mas também pode ser a TV, um livro ou, até mesmo, uma paisagem. Mantenha-se focado na atividade principal que está acontecendo desligue-se do que está ao redor. Vale, até mesmo, deixar o celular à distância, guardado na bolsa ou em outro cômodo da casa para que esse processo de desapego seja mais simples. 

5# Perceba os sabores e texturas dos diferentes alimentos no seu prato

Use a visão, o olfato e o paladar para identificar diferentes sabores, texturas e aromas existentes no seu prato. Tente separar o gosto de cada um dos elementos, estimulando a atenção para perceber a forma como o seu corpo o recebe e é saciado. De pouco em pouco, a hora da refeição vai se tornando cada vez mais relaxante. 

6#  Aprenda a reconhecer os sinais do corpo para começar e parar de comer

Uma das principais partes de desenvolver a consciência em relação à comida tem a ver com a quantidade ingerida. Comer mais ou menos do que o necessário, além de não ser saudável, pode ser o gatilho para outras condições e distúrbios alimentares. Por isso, identifique os momentos em que você sente fome, faça opções saudáveis e pare de comer quando se sentir saciado. Se for necessário, volte a se alimentar em um intervalo menor de tempo, mas não exagere — você controla a sua comida, ela não controla você. 

7# Experimente novos pratos sem preconceitos e descubra gostos diferentes

Uma das principais formas de tornar o momento das refeições mais prazeroso é variando os alimentos que você come. Não se prive de experimentar novos ingredientes para sair da sua zona de conforto e costume. Além disso, também é válido descobrir e experimentar novas formas de preparar os alimentos que está acostumado a comer, aumentando a satisfação de se alimentar com algo novo. 

Últimas novidades

7 coisas que você precisa saber sobre o funcionamento do fígado

Saúde

7 coisas que você precisa saber sobre o funcionamento do fígado

O fígado é o primeiro a reclamar no dia seguinte ao consumo de bebidas alcoólicas ou quando se exagera nas refeições. A ressaca ou dificuldade na digestão são os sinais mais comuns de ele não reagiu bem a alguma substância. A verdade é que esses sintomas não indicam um mau funcionamento do órgão, pois as doenças só se manifestam depois da repetição de hábitos ruins por um longo período da vida. 

Diabetes: quais os sintomas mais comuns que indicam a doença?

Saúde

Diabetes: quais os sintomas mais comuns que indicam a doença?

Não é difícil conhecer ou encontrar pessoas que convivem diariamente com a diabetes. Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes, mais de 13 milhões de pessoas no mundo são diagnosticados com um dos tipos da doença . O que pouca gente sabe é que, se não for controlada e acompanhada corretamente, a diabetes pode trazer consequências sérias para a vida do paciente. Por isso, mesmo que seja uma doença silenciosa, é importante ficar atento a alguns sinais, como boca seca e bexiga cheia toda hora, que podem sinalizar que algo não está certo. Confira abaixo os principais sintomas que indicam diabetes!

Como melhorar a memória? Veja algumas dicas!

Bem-estar

Como melhorar a memória? Veja algumas dicas!

Certamente você já deve ter ouvido falar que com o passar dos anos e o avanço da idade é comum esquecer algumas coisas. Mas, ainda assim, não é normal esquecer de tudo o tempo todo. Para evitar a perda de memória, existem alguns hábitos que são fundamentais, como dormir de 7 a 9 horas por dia e ter uma alimentação adequada. Confira 4 dicas que o Cuidados Mil listou de como melhorar a sua memória.

Lúpus: o que é, sintomas e tratamentos da doença autoimune

Saúde

Lúpus: o que é, sintomas e tratamentos da doença autoimune

O Lúpus Eritematoso Sistêmico, popularmente conhecido como lúpus, ocorre devido a uma produção excessiva dos anticorpos contra as próprias células do corpo ou contra as proteínas já existentes, causando danos em tecidos e órgãos. A doença autoimune, que atinge cerca de 65 mil pessoas no Brasil, de acordo com a Sociedade Brasileira de Reumatologia, é mais frequente nas mulheres do que em homens. Mas, o que pouca gente sabe é que os sintomas do lúpus podem se manifestar a qualquer momento e, por isso, o tratamento deve ser feito durante toda a vida. Confira abaixo os principais sintomas e o tratamentos para a doença!

Ver mais