Voltar para home page
Alimentação saudável

Aprenda a comer melhor com 7 dicas para aproveitar a hora das refeições [Infográfico]

A alimentação carrega muitos significados em diferentes fases da vida e é essencial para a nossa saúde. Aprender a comer melhor é uma forma de absorver os nutrientes da forma correta e tem impactos diretos no seu dia a dia: ajuda a dormir melhor, ter mais disposição e evitar doenças. Com a correria do dia a dia e acúmulo de responsabilidades, o piloto automático acaba virando o estado normal sempre que é possível, principalmente na hora das tarefas que se repetem todos os dias, como o momento das refeições. Mudar sua relação com a comida nesse momento tão importante só trará benefícios para a sua vida. Veja como é simples!

-

-

1# Escolha os ingredientes com consciência do bem que eles vão te fazer

A refeição começa bem antes do momento de sentar-se à mesa, ainda no supermercado, hortifruti ou feira, quando você escolhe os ingredientes que vão ser cozinhados. De acordo com a sua dieta e gostos pessoais, escolha produtos saudáveis e que vão fazer bem ao seu corpo, com plena consciência disso. Troque os industrializados por naturais quando for possível, prefira alimentos frescos aos embutidos e siga nesse padrão de escolha, sabendo que o resultado final vai te fazer bem. 

2# Faça o momento de preparar os alimentos ser prazeroso

Como você precisa comer todos os dias, a rotina de ir para a cozinha e preparar os pratos não pode ser adiada. Por isso, a melhor forma de passar por ela é tornando-a prazerosa. Sem perder a consciência dos processos que estão acontecendo, alivie as etapas. Pode ser escolhendo seus pratos preferidos para preparar, ouvindo músicas que te deixam alegre ou qualquer outra coisa que eleve o astral do ambiente sem tirar a sua atenção.

3# Arrume a mesa mesmo se for comer sozinho

Se distrair quando você come sentado no sofá, por exemplo, é muito mais fácil. Para evitar que isso aconteça, arrume a mesa mesmo se você não tiver companhia em uma refeição específica. Basta uma toalha de mesa ou um jogo americano para mudar o clima e te ajudar a fixar a atenção no momento da refeição.

4# Elimine as distrações durante as refeições

Desenvolver a atenção plena na hora de comer é impossível se você estiver recebendo outros estímulos — e eles podem aparecer de formas diferentes. Hoje em dia, o mais comum de todos é o celular, mas também pode ser a TV, um livro ou, até mesmo, uma paisagem. Mantenha-se focado na atividade principal que está acontecendo desligue-se do que está ao redor. Vale, até mesmo, deixar o celular à distância, guardado na bolsa ou em outro cômodo da casa para que esse processo de desapego seja mais simples. 

5# Perceba os sabores e texturas dos diferentes alimentos no seu prato

Use a visão, o olfato e o paladar para identificar diferentes sabores, texturas e aromas existentes no seu prato. Tente separar o gosto de cada um dos elementos, estimulando a atenção para perceber a forma como o seu corpo o recebe e é saciado. De pouco em pouco, a hora da refeição vai se tornando cada vez mais relaxante. 

6#  Aprenda a reconhecer os sinais do corpo para começar e parar de comer

Uma das principais partes de desenvolver a consciência em relação à comida tem a ver com a quantidade ingerida. Comer mais ou menos do que o necessário, além de não ser saudável, pode ser o gatilho para outras condições e distúrbios alimentares. Por isso, identifique os momentos em que você sente fome, faça opções saudáveis e pare de comer quando se sentir saciado. Se for necessário, volte a se alimentar em um intervalo menor de tempo, mas não exagere — você controla a sua comida, ela não controla você. 

7# Experimente novos pratos sem preconceitos e descubra gostos diferentes

Uma das principais formas de tornar o momento das refeições mais prazeroso é variando os alimentos que você come. Não se prive de experimentar novos ingredientes para sair da sua zona de conforto e costume. Além disso, também é válido descobrir e experimentar novas formas de preparar os alimentos que está acostumado a comer, aumentando a satisfação de se alimentar com algo novo. 

Últimas novidades

Como funciona a vacina contra HPV?

Saúde

Como funciona a vacina contra HPV?

A vacina contra HPV (Papilomavírus Humano) é uma das formas mais eficazes de prevenir a infecção, que pode ter vários tipos e níveis de gravidade. A transmissão ocorre pelo contato sexual ou de mãe para filho e pode atingir pele e mucosas. Além disso, algumas versões do vírus são agentes causadores de diversos cânceres, incluindo o do colo de útero - que, segundo a Organização Mundial da Saúde, afeta cerca de 290 milhões de mulheres no mundo inteiro. A vacina tem uma ação preventiva contra os tipos mais comuns da infecção e pode ser administrada ainda na adolescência.

Acidente Vascular Cerebral: o que é, causas e como prevenir

Emergência

Acidente Vascular Cerebral: o que é, causas e como prevenir

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é uma dos problemas mais comuns no mundo inteiro. Também conhecido com derrame cerebral, ele acontece por causas variadas e pode levar à morte - ou provocar consequências graves que afetam toda a vida do paciente. A junção de alguns sintomas ajudam a identificar o problema, que precisa de um atendimento médico imediato. O AVC ainda é cercado de mitos e dúvidas, mas uma coisa é certa: o problema pode ser evitado com atitudes simples no dia a dia.

4 benefícios cientificamente comprovados da meditação

Terapias

4 benefícios cientificamente comprovados da meditação

A meditação é um método milenar associado à saúde e ao bem-estar físico e mental. Não se sabe ao certo quando ou onde surgiu, já que a prática acompanha a humanidade desde os seus primórdios, mas uma coisa é certa: a meditação tem ganhado mais popularidade e, inclusive, é indicada no tratamento de diversos transtornos. O método pode ser resumido como um treinamento da mente para esvaziar ou redirecionar os pensamentos. Na prática, é muito mais do que isso e a ciência pode comprovar. Veja abaixo 4 benefícios da meditação com respaldo científico!

Vegetarianismo: o que você precisa considerar antes de fazer a transição?

Alimentação saudável

Vegetarianismo: o que você precisa considerar antes de fazer a transição?

Causa animal, saúde, cuidado com o meio ambiente ou consumo consciente: as motivações para uma pessoa se tornar vegetariana são muitas. O vegetarianismo consiste, basicamente, em não consumir produtos de origem animal (carnes, laticínios e ovos), com algumas variações. Uma pesquisa divulgada pelo Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística), em abril de 2018, mostrou o crescimento da prática no país: cerca de 14% dos brasileiros se consideram vegetarianos, um aumento de 75% em comparação a 2012. Não há contraindicação para esse tipo de dieta, mas é necessário que você faça um acompanhamento médico para adequar a alimentação sem prejudicar a sua saúde.

Ver mais