Voltar para home page
Exercício físico

Condromalácia patelar (ou condropatia patelar): entenda mais sobre o problema que atinge o joelho

A condropatia patelar ocorre a partir do desgaste da cartilagem de um osso que ajuda na articulação do joelho

A condropatia patelar ocorre a partir do desgaste da cartilagem de um osso que ajuda na articulação do joelho

Você possivelmente já viu alguém usando uma joelheira ortopédica alguma vez na vida. Isso pode indicar que a pessoa estava sofrendo de condromalácia (ou condropatia) patelar. Doença comum, que chega a atingir mais de 150 mil brasileiros por ano, ela se caracteriza pelo desgaste da cartilagem óssea da patela, também conhecida como rótula - um osso que ajuda na articulação do joelho. Entenda mais sobre esse problema e saiba como tratá-lo.

Envelhecimento e excesso de exercícios físicos podem causar a condromalácia patelar

A condromalácia é uma doença que pode aparecer por alguns motivos. O envelhecimento, sem dúvida, é o maior fator causador. É um processo natural da idade que nossa cartilagem sofra alguma deterioração com o passar do tempo. Mas, isso não descarta a possibilidade do problema surgir em outras fases da vida.

Esportes e exercícios físicos em excesso podem causar o problema, principalmente quando o joelho praticamente não tem o fortalecimento muscular adequado. Isso porque a pressão sobre a articulação é muito maior nessas ocasiões. As mulheres também são mais predispostas ao problema em decorrência da grande quantidade de hormônios, como o estrogênio, liberados durante o ciclo menstrual.

Quais os graus da condromalácia patelar?

Nem toda condropatia é igual, pelo contrário: ela se apresenta em quatro graus de gravidade. No grau 1, a pessoa pode sentir os primeiros sintomas da doença, como dor e inchaço e aquela sensação de estalo (o “clique”) na articulação do joelho; já no grau 2, podem existir lesões pequenas na cartilagem. No grau 3, por sua vez, as lesões costumam ser maiores do que 1,3 cm; e no grau 4, o nível mais grave da doença, a cartilagem já está erosada em nível extremo.

Diagnóstico e tratamento da condropatia patelar

Apesar de ter sintomas bem característicos, a condromalácia patelar deve ser diagnosticada a partir de exames de imagem, como raio-x, ultrassonografias e ressonância magnética, que identificam as lesões. O tratamento costuma ser longo (em torno de 6 a 12 semanas), porém simples. A fisioterapia, o uso da joelheira sem furo, analgésicos e compressas de gelo para aliviar a dor são alternativas de tratamento. Em casos graves, como o grau 4, a fisioterapia pode não ser suficiente: o ortopedista, então, poderá fazer alguma intervenção com ácido hialurônico para lubrificar a cartilagem ou até mesmo um procedimento cirúrgico. Em caso de dor no joelho frequente, marque uma consulta com um ortopedista de confiança.

Últimas novidades

Diabetes I e II: qual a diferença entre os dois tipos da doença?

Saúde

Diabetes I e II: qual a diferença entre os dois tipos da doença?

Diabetes é uma das doenças mais comuns e que mais matam no mundo. Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), existem mais de 13 milhões de pessoas vivendo com a doença no Brasil e os números não param de crescer. Em muitos casos, uma pessoa pode ser diabética sem saber. A diabetes pode se manifestar nos tipos I e II: com ações diferentes no organismo, cada uma demanda um cuidado específico. Entenda mais e veja como evitar as complicações graves.

Quarentena: 5 práticas de autocuidado para deixar seus dias mais leves

Bem-estar

Quarentena: 5 práticas de autocuidado para deixar seus dias mais leves

As recomendações dos principais órgãos de saúde são claras: é preciso ficar em casa para se proteger do novo coronavírus. A quarentena, no entanto, pode ser muito estressante: afinal, estamos no meio de uma pandemia e longe dos amigos e família. Nesse momento, se promover alguns momentos de autocuidado e relaxamento podem ajudar. Pensando nisso, separamos 5 práticas para você cuidar do seu bem-estar físico e emocional e deixar os seus dias mais leves durante esse período difícil. Confira!

Candidíase: o que causa e como aliviar o desconforto?

Saúde

Candidíase: o que causa e como aliviar o desconforto?

A candidíase é uma doença causada por fungos que, em geral, atinge mais a região genital do corpo. Apesar da infecção poder afetar ambos os sexos, as mulheres são as que mais sofrem com o incômodo. A candidíase causa muito desconforto e pode ser desencadeada por desequilíbrios no sistema imunológico, estresse e uso de roupas muito apertadas. Os sintomas mais comuns são ardência, coceira, inchaço, corrimento, dor ao urinar e durante as relações sexuais. Entenda mais sobre o problema e como aliviar!

Como manter o sono regulado na quarentena?

Bem-estar

Como manter o sono regulado na quarentena?

A má qualidade de sono pode trazer diversos prejuízos para a saúde do corpo e da mente. É durante a noite que o organismo passa por processos metabólicos importantes para o seu funcionamento. Dormir a quantidade de horas recomendadas é fundamental para que o corpo se recupere energeticamente. Durante a quarentena, no entanto, as mudanças de rotina, associadas com o estresse e alimentação, podem desregular o sono e até mesmo contribuir para a insônia. Confira algumas dicas de como combater esse problema e dormir melhor nesse período complicado!

Ver mais