Voltar para home page
Consulta

Hipotireoidismo e Hipertireoidismo: descubra as diferenças e os perigos de cada tipo de alteração da tireoide

Hipotireoidismo e Hipertireoidismo são dois problemas que podem prejudicar muito a saúde e qualidade de vida!

Hipotireoidismo e Hipertireoidismo são dois problemas que podem prejudicar muito a saúde e qualidade de vida!

Cansaço, sono desregulado e alterações no peso são alguns sinais que podem indicar problemas na tireoide. A glândula, que tem um formato parecido com uma borboleta e está localizada na parte da frente do pescoço, libera hormônios fundamentais para diferentes mecanismos do corpo humano. A baixa ou elevada produção dessas substâncias podem afetar muito a saúde e a qualidade de vida dos indivíduos.

Os transtornos na tireoide ainda são cercados de dúvidas, principalmente quando se referem às diferenças entre hipotireoidismo e hipertireoidismo. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 300 milhões de pessoas no mundo apresentam problemas na tireoide. Já no Brasil, a doença afeta 15% da população, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Mas, apesar de ser um problema comum, muita gente não sabe que possui alguma disfunção na glândula.

Diferenças entre hipotireoidismo e hipertireoidismo

Produzido pela hipófise, o hormônio estimulador da tireoide (TSH) é o indutor dos hormônios T3 (triiodotironina) e T4 (tiroxina), que são liberados pela tireoide. Eles atuam nos processos metabólicos do corpo humano e são vitais para o funcionamento de órgãos como o coração, rins e intestino. Além disso, têm relação com a temperatura corporal, memória e desenvolvimento de massa óssea e músculos. Por isso, quando surge alguma alteração nos níveis desses hormônios, o corpo reage e fica mais suscetível à doenças.

Os principais distúrbios causados pelas alterações na glândula são o hipertireoidismo e o hipotireoidismo, doenças que costumam afetar mais mulheres do que homens. Para resumir, o hipertireoidismo ocorre quando a produção de T3 e T4 está elevada. Já o hipotireoidismo significa que a glândula está produzindo pouco ou nenhum hormônio.

Causas e sintomas dos problemas na tireoide

A importância dos hormônios liberados pela tireoide é medida pelos efeitos causados quando os níveis de produção estão baixos ou mais altos que o normal. O hipertiroidismo faz com que o corpo tenha reações como: hiperatividade, pouco sono, coração acelerado, intestino solto, perda de peso, irritação, sudorese, tremores, entre outros. A causa, na maioria das vezes, está relacionada a Doença de Graves, um distúrbio autoimune que aumenta a produção dos hormônios da tireoide.

O hipotiroidismo é como uma desaceleração do corpo, que ficará mais lento e fraco. O ritmo cardíaco diminui, a memória fica prejudicada, o intestino prende e a sensação é de cansaço extremo. Há também ganho de peso, fadiga, dores musculares, queda de cabelo, pele ressecada, sonolência e até depressão. Muitas coisas podem causar essa condição, sendo a mais comum uma doença autoimune conhecida como Tireoidite de Hashimoto, em que o próprio organismo cria anticorpos para se defender da ação da tireoide. A baixa ou alta quantidade de iodo no corpo também pode influenciar o desenvolvimento do hipotiroidismo.

Fique atento aos sintomas!

O diagnóstico de hipotireoidismo e hipertireoidismo é simples e pode ser feito pela dosagem dos hormônios TSH, T3 e T4 no sangue. As doenças também podem provocar a elevação do volume da tireoide, problema que pode ser identificado com o exame físico. Faça visitas regulares ao seu médico para avaliar a saúde geral e procure um especialista caso apresente qualquer um dos sintomas.

Fontes: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia e Ministério da Saúde

Últimas novidades

Os 10 alimentos mais ricos em fibras e os efeitos no seu organismo

Bem-estar

Os 10 alimentos mais ricos em fibras e os efeitos no seu organismo

Para manter a saúde em dia, é essencial ter cuidado com a alimentação. Uma dieta equilibrada e rica em nutrientes pode prevenir diversas doenças e ajudar a tratar outras. As fibras, por exemplo, não são nutrientes, mas são elementos essenciais para o sistema digestivo e que melhoram a função intestinal, prevenindo diversas doenças. Por isso, é muito importante ter uma alimentação abundante nessa substância. Descubra aqui 10 alimentos ricos em fibras para incluir na sua dieta.

Câncer de pele: tipos mais comuns, sintomas e tratamentos

Saúde

Câncer de pele: tipos mais comuns, sintomas e tratamentos

O câncer de pele é um dos mais frequentes no Brasil. Segundo o Inca (Instituto Nacional do Câncer), esse tipo de câncer representa 25% dos tumores malignos identificados no país, o que significa que cerca de 180 mil brasileiros são diagnosticados por ano com a doença. A principal causa desse tipo de câncer é o excesso de exposição solar, que resulta no crescimento descontrolado das células presentes na pele. O câncer de pele é discreto e normalmente se manifesta com pequenas pintas que crescem devagar, que às vezes nem parecem preocupantes. Por isso, é importante ficar atento a qualquer irregularidade na pele. Confira abaixo tudo sobre o câncer de pele!

Infarto do miocárdio: como identificar um ataque cardíaco?

Saúde

Infarto do miocárdio: como identificar um ataque cardíaco?

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), aproximadamente 17 milhões de pessoas morrem de problemas cardiovasculares, como o infarto do miocárdio, todos os anos no mundo. Em casos de ataque cardíaco, receber os cuidados médicos necessários o quanto antes pode salvar muitas vidas. Por isso, é fundamental ser capaz de identificar um infarto e saber o que fazer de imediato. Veja algumas dicas abaixo!

Quais as causas mais comuns das pedras na vesícula?

Saúde

Quais as causas mais comuns das pedras na vesícula?

As pedras na vesícula são mais comuns do que se imagina e podem aparecer por diferentes razões. A principal função da vesícula é servir de recipiente para a bile, um líquido produzido no tecido hepático que auxilia na digestão dos alimentos e seus nutrientes. Mas o que acontece quando esse órgão é afetado por um desequilíbrio? A bile começa a empedrar - e é aí que surgem os cálculos biliares, popularmente conhecidos como pedras na vesícula. Entenda mais abaixo!

Ver mais