Voltar para home page
Saúde

O que é sarampo? Saiba tudo sobre a doença

O sarampo chegou a ser erradicado do Brasil, mas voltou a apresentar surtos nos últimos anos

O sarampo chegou a ser erradicado do Brasil, mas voltou a apresentar surtos nos últimos anos

Doença que chegou a ser erradicada do Brasil, o sarampo voltou a ser uma preocupação com os recentes surtos endêmicos em Roraima e no Amazonas - e com casos isolados em outras cidades do país. A infecção pode atingir pessoas de qualquer idade e a única forma de prevenção é a vacina tríplice viral (que também protege contra caxumba e rubéola), indicada em duas doses para pessoas de 12 meses até 29 anos de idade. Considerada grave e extremamente contagiosa, o sarampo pode desencadear complicações no sistema nervoso central e gerar infecções mais graves, como a pneumonia.

Vacina sarampo: a importância de se proteger

Desde 2018, Ministério da Saúde tem emitido alertas à população sobre a importância de se proteger contra o sarampo. Crianças até 5 anos de idade precisam tomar uma dose da tríplice viral aos 12 meses e outra da tetra viral (sarampo, caxumba, rubéola e catapora) aos 15 meses. Se a criança perdeu a oportunidade de se vacinar, é necessário tomar duas doses da tríplice até 9 anos.

Em viagens para outros países, é essencial estar com o calendário de vacinas atualizado, de acordo com a recomendação do Ministério da Saúde. O ideal é buscar um posto de saúde com pelo menos 15 dias de antecedência à data da viagem.

Adolescentes e adultos também têm um calendário específico de vacinação caso nunca tenham sido imunizados: 10 a 29 anos - duas doses da tríplice viral; 30 a 49 anos - uma dose da tríplice. Pessoas com suspeita da doença, gestantes, pacientes imunocomprometidos e bebês de até 6 meses não podem tomar a vacina.

Os sintomas mais comuns do sarampo

As manchas vermelhas que começam no rosto e se espalham pelo corpo é o sintoma mais conhecido do sarampo, mas a doença geralmente vem acompanhada de outros sinais que surgem antes das erupções na pele. Febre, tosse, coriza, dor de cabeça, irritação nos olhos e manchas brancas na parte interna da boca são os sintomas mais comuns. Quando a febre dura mais de três dias depois que as manchas vermelhas aparecem é um alerta para possíveis complicações.

A doença se manifesta em três fases:

- Infecção: febre, tosse, coriza e conjuntivite surgem como os primeiros sinais desse período, que dura aproximadamente sete dias. Entre o segundo e o quarto dia, as erupções na pele começam a aparecer na região auricular e no rosto, que logo depois descem para o restante do corpo;
- Remissão: nesse período, os sintomas começam a diminuir. As manchas vermelhas ficam mais escuras e pode ocorrer uma leve descamação;
- Toxêmico: a doença pode comprometer a resistência do paciente, aumentando o risco de reinfecção bacteriana ou viral. O perigo é maior em crianças até dois anos de idade ou que apresentam desnutrição.

Como ocorre a transmissão da doença?

Por ser uma doença altamente contagiosa, o sarampo pode ser transmitido muito facilmente por meio de tosse, espirros e até pela fala e respiração. Além disso, as gotículas espalhadas no ar favorecem a contaminação. Segundo a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), o vírus sobrevive mais tempo em locais com pouca circulação de ar. Apesar de não haver um tratamento específico para a doença, é recomendado que crianças com sarampo tomem vitamina A para reduzir os riscos de complicações.

Fontes: Ministério da Saúde e Fiocruz

Últimas novidades

Os 10 alimentos mais ricos em fibras e os efeitos no seu organismo

Bem-estar

Os 10 alimentos mais ricos em fibras e os efeitos no seu organismo

Para manter a saúde em dia, é essencial ter cuidado com a alimentação. Uma dieta equilibrada e rica em nutrientes pode prevenir diversas doenças e ajudar a tratar outras. As fibras, por exemplo, não são nutrientes, mas são elementos essenciais para o sistema digestivo e que melhoram a função intestinal, prevenindo diversas doenças. Por isso, é muito importante ter uma alimentação abundante nessa substância. Descubra aqui 10 alimentos ricos em fibras para incluir na sua dieta.

Câncer de pele: tipos mais comuns, sintomas e tratamentos

Saúde

Câncer de pele: tipos mais comuns, sintomas e tratamentos

O câncer de pele é um dos mais frequentes no Brasil. Segundo o Inca (Instituto Nacional do Câncer), esse tipo de câncer representa 25% dos tumores malignos identificados no país, o que significa que cerca de 180 mil brasileiros são diagnosticados por ano com a doença. A principal causa desse tipo de câncer é o excesso de exposição solar, que resulta no crescimento descontrolado das células presentes na pele. O câncer de pele é discreto e normalmente se manifesta com pequenas pintas que crescem devagar, que às vezes nem parecem preocupantes. Por isso, é importante ficar atento a qualquer irregularidade na pele. Confira abaixo tudo sobre o câncer de pele!

Infarto do miocárdio: como identificar um ataque cardíaco?

Saúde

Infarto do miocárdio: como identificar um ataque cardíaco?

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), aproximadamente 17 milhões de pessoas morrem de problemas cardiovasculares, como o infarto do miocárdio, todos os anos no mundo. Em casos de ataque cardíaco, receber os cuidados médicos necessários o quanto antes pode salvar muitas vidas. Por isso, é fundamental ser capaz de identificar um infarto e saber o que fazer de imediato. Veja algumas dicas abaixo!

Quais as causas mais comuns das pedras na vesícula?

Saúde

Quais as causas mais comuns das pedras na vesícula?

As pedras na vesícula são mais comuns do que se imagina e podem aparecer por diferentes razões. A principal função da vesícula é servir de recipiente para a bile, um líquido produzido no tecido hepático que auxilia na digestão dos alimentos e seus nutrientes. Mas o que acontece quando esse órgão é afetado por um desequilíbrio? A bile começa a empedrar - e é aí que surgem os cálculos biliares, popularmente conhecidos como pedras na vesícula. Entenda mais abaixo!

Ver mais