Voltar para home page
Saúde

Quais as principais causas de queda de cabelo?

Quando a queda de cabelo representa um problema de saúde?

Quando a queda de cabelo representa um problema de saúde?

A queda de cabelo é um problema muito comum, mas quando identificar se está perdendo mais fios do que o considerado saudável? O normal é que uma pessoa perca de 100 a 150 fios por dia de forma natural para que o cabelo cresça novamente. Quando a quantidade ultrapassa isso, é sinal de que pode haver um problema clínico por trás. A queda excessiva de cabelo pode ser observada na escovação diária, durante a lavagem ou até mesmo depois de acordar, quando se percebe muitos fios no travesseiro. Se isso está acontecendo, é sinal de que pode haver algo de errado com a sua saúde. Veja as principais causas para a queda de cabelo!

Estresse é uma das principais causas da queda de cabelo

O estresse causa muitos sintomas físicos. Além da dor de cabeça e da dor nas costas, bastante conhecidas, o estresse também pode causar queda de cabelo em excesso. É importante observar se os fios começaram a cair muito se você passou por uma situação traumática ou se está sob pressão e ansiedade extrema. Nesse caso, o ideal é procurar uma psicoterapia, mas terapias alternativas como acupuntura ou prática de ioga também podem ajudar a aliviar os efeitos do estresse. É importante manter uma rotina de exercícios e se alimentar adequadamente.

Distúrbios hormonais estimulam a queda dos fios

Outro motivo comum por trás da queda de cabelo é a desregulagem hormonal, principalmente em mulheres. A perda dos fios pode ser ocasionado por inconstâncias no ciclo menstrual ou até mesmo a troca de um método contraceptivo. O problema também pode atingir adolescentes na puberdade. Se observar a queda excessiva de fios, fale com o seu médico de confiança.

Antidepressivos e anticoagulantes podem alterar o funcionamento do organismo

Alguns hormônios sintéticos e substâncias presentes em algumas drogas podem alterar a forma como o organismo funciona, causando a queda de cabelo excessiva. Antidepressivos, anticoagulantes e até mesmo alguns analgésicos, se usados por muito tempo, podem provocar a perda dos fios. Se a queda de cabelo sair do controle, o médico que prescreveu os remédios deve ser consultado imediatamente para, em conjunto com o paciente, decidir o que deve ser feito.

Queda de cabelo excessiva pode ser sinal de anemia

Doença caracterizada pela falta de ferro e de vitamina B12, a anemia é conhecida por causar palidez, cansaço e fraqueza. Mas o que muita gente não sabe é que um dos sintomas da doença também é a queda de cabelo, justamente por causar uma fraqueza geral em todo o corpo. Como a anemia não é uma doença crônica, depois do tratamento todos os sintomas costumam desaparecer gradativamente, inclusive a queda dos fios.

Últimas novidades

Vacina para o novo coronavírus: conheça 2 pesquisas promissoras em andamento

Saúde

Vacina para o novo coronavírus: conheça 2 pesquisas promissoras em andamento

Os resultados de uma vacina contra a Covid-19 podem estar próximos. A pandemia do novo coronavírus alterou o modo de vida da sociedade. O isolamento social trouxe novas formas de consumo, hábitos e trabalho, além da forma como lidamos com a saúde. Desde então, muitos institutos de pesquisa espalhados pelo mundo estão estudando os efeitos do vírus e possibilidades de imunização.

Formigamento nas mãos: 5 principais motivos por trás do incômodo

Saúde

Formigamento nas mãos: 5 principais motivos por trás do incômodo

A sensação de formigamento nas mãos é algo comum para muita gente e, embora seja um sintoma simples, precisa de atenção. Isso porque diversos motivos podem estar por trás do formigamento, desde um problema de circulação até um Acidente Vascular Cerebral (AVC). O indicado é observar o quadro e, dependendo da forma como se manifesta, o atendimento médico pode ser necessário.

Como lidar com os distúrbios do sono na quarentena?

Bem-estar

Como lidar com os distúrbios do sono na quarentena?

A quarentena tem afetado, em grande parte da população, o modo de viver e de interagir com o mundo. Viver numa situação de pandemia também trouxe muita preocupação, que se reflete em ansiedade e distúrbios do sono. Insônia, sono muito leve, acordar várias vezes, não conseguir manter uma rotina de sono ou se sentir extremamente cansado mesmo depois de dormir bem são os problemas mais comuns nesse período de isolamento social.

Câncer de estômago: quais são as características da doença?

Saúde

Câncer de estômago: quais são as características da doença?

O câncer de estômago está entre os cinco mais comuns no mundo inteiro. Cerca de 21 mil novos casos são diagnosticados todos os anos no Brasil, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca). Também chamado de câncer gástrico, o quadro pode ser desencadeado por diversas razões, mas costuma ter muita relação com uma dieta desequilibrada e pobre em nutrientes.

Ver mais