Voltar para home page
Médico de família

Saúde da mulher: os cuidados essenciais em cada fase da vida

Mulheres precisam ficar atentas à saúde em todas as fases da vida. Veja os principais cuidados!

Mulheres precisam ficar atentas à saúde em todas as fases da vida. Veja os principais cuidados!

O corpo feminino passa por diferentes ciclos ao longo de uma vida e quando falamos em saúde da mulher, há cuidados que são essenciais em cada fase. As alterações no corpo, os ciclos menstruais e a produção de hormônios precisam ser observados de perto e com consultas regulares ao ginecologista ou médico de família. Além disso, uma alimentação equilibrada e prática de exercícios físicos são importantes fatores para evitar doenças e manter a qualidade de vida. Abaixo, veja as principais recomendações, exames e cuidados indicados para cada fase da mulher - adolescência, vida adulta, menopausa e pós-menopausa.

Adolescência: primeira menstruação, higiene íntima e mudanças corporais

Por volta dos 10 anos, a menina começa a passar por muitas transformações - físicas, psicológicas e hormonais. É na adolescência que ocorre a primeira menstruação, também chamada de menarca. A partir disso, a primeira visita ao ginecologista é recomendada para acompanhar as mudanças corporais e o desenvolvimento adequado. Essa também é uma fase que requer mais cuidado com a higiene íntima - o ginecologista é a pessoa ideal para aconselhar a rotina mais adequada. Converse com o médico de confiança, seja ele pediatra, hebiatra ou médico de família, para orientações gerais e indicação do melhor momento para seguimento compartilhado com um ginecologista.

Além disso, o Ministério da Saúde recomenda a vacina contra HPV (Papilomavírus humano) a partir dos nove anos como forma de prevenção contra a infecção, que é um dos principais causadores do câncer no colo do útero.

Fase adulta: consultas regulares com o ginecologista ou médico de família e prevenção de doenças

O período entre os 20 e 40 anos requer um olhar mais atento à saúde. Nesta fase, outras transformações acontecem: início da vida sexual, gravidez, propensão a desenvolver algumas doenças. As idas ao especialista precisam ocorrer com mais frequência - pelo menos uma vez ao ano - para realização de exames preventivos e complementares, se houver indicação, como os que detectam doenças sexualmente transmissíveis e ultrassonografias.

O cuidado com a alimentação e prática de exercícios físicos precisam entrar na rotina para evitar a obesidade e problemas cardiovasculares, além de prevenir a osteoporose. O cuidado com a saúde mental também não pode ficar de lado.

Menopausa: mudanças hormonais e parada da menstruação

Assim como na adolescência, a vida da mulher a partir dos 40 anos também passa por muitas mudanças: os primeiros sinais da menopausa, também chamada de climatério, começam a surgir, gerando desequilíbrios hormonais. As consequências são irregularidade nos ciclos menstruais até cessação completa, diminuição da libido, primeiros sinais de envelhecimento e problemas ósseos. As visitas ao médico de confiança (ginecologista ou médico de família) permanecem com regularidade e ele fará o acompanhamento por meio da solicitação de exames, de acordo com a necessidade.

A mamografia entra na rotina de exames da mulher a partir dos 40 anos. Em caso de câncer de mama na família (mãe, irmã ou filha), o recomendado é antecipar o rastreamento de acordo com a recomendação médica para, assim, detectar precocemente alguma alteração. O teste de Papanicolau, também conhecido por colpocitologia oncótica, é recomendado até os 64 anos (desde que não tenha histórico anterior de alteração), segundo o Ministério da Saúde.

Pós-menopausa: o cuidado com a saúde não pode parar

A atenção com a saúde precisa continuar depois da menopausa. O acompanhamento deve ser mantido para continuidade no rastreio de câncer de colo de útero e mama, além de outras doenças mais comuns nesse período da vida. A prevenção e promoção à saúde é a melhor forma de manter a qualidade de vida para um envelhecimento saudável. Atividade física e alimentação correta são os principais aliados para que esse processo aconteça de forma natural e adequada.

Fonte: Ministério da Saúde

Últimas novidades

Mitos e verdades sobre o reajuste de plano de saúde

Saúde

Mitos e verdades sobre o reajuste de plano de saúde

Algumas dúvidas podem surgir quando o assunto é reajuste do plano de saúde. Afinal, quem calcula o valor? É possível ficar acima do IPCA? Posso ser cobrado duas vezes? Saiba a resposta para essas e outras perguntas no conteúdo que preparamos para você. Confira!

Saiba mais sobre o reajuste de plano de saúde para planos individuais

Plano de saúde

Saiba mais sobre o reajuste de plano de saúde para planos individuais

A taxa de reajuste no valor dos planos de saúde ocorre todos os anos. Essa porcentagem nem sempre é a mesma da inflação e, por isso, muitos ficam em dúvida sobre como esse cálculo é feito. Para ajudar, confira o conteúdo que preparamos com as regras para planos de Pessoa Física.

Vacinação: quais são as vacinas recomendadas para adultos e a importância de se proteger

Saúde

Vacinação: quais são as vacinas recomendadas para adultos e a importância de se proteger

Assim como as crianças, os adultos também têm um calendário de vacinação a cumprir. Além da vacina anual contra gripe, o Ministério da Saúde recomenda quatro imunizações para pessoas entre 20 e 59 anos que possuem o esquema vacinal completo (quem não tem o calendário atualizado precisa procurar um serviço para atualização). Parte da população, porém, só toma vacinas em grandes campanhas ou em caso de epidemias - O CVE (Centro de Vigilância Epidemiológica) alerta que os índices de cobertura vacinal estão abaixo do nível ideal de cobertura. Estima-se uma média de apenas 4,7%.

Conheça os alimentos mais ricos em Vitamina C

Alimentação saudável

Conheça os alimentos mais ricos em Vitamina C

A vitamina C é um nutriente essencial para a saúde e bom funcionamento do corpo humano. Reconhecida pelo alto poder antioxidante, ela é capaz de melhorar a imunidade e deixar o organismo mais forte para agir contra doenças causadas por microorganismos. Por isso a vitamina C é muito associada com a prevenção de problemas respiratórios, que aparecem com mais frequência no inverno. Encontrada em frutas cítricas e outros vegetais, o nutriente também é responsável pela produção do colágeno: essa proteína muito associada à beleza é fundamental para a sustentação dos tecidos, ossos, dentes e parede dos vasos sanguíneos.

Ver mais