Voltar para home page
Odontologia

Saúde bucal e gravidez: qual a importância dos cuidados com a boca durante a gestação?

Entenda os cuidados com a saúde bucal que se deve ter durante a gestação

Entenda os cuidados com a saúde bucal que se deve ter durante a gestação

A gravidez é uma época especial e, nesse momento, a futura mãe não deve ignorar os cuidados com sua saúde bucal - não só pelo próprio bem-estar, mas também para o do bebê. As estruturas bucais da criança iniciam sua formação ainda no útero materno e já nas primeiras semanas de vida. Por isso, hábitos saudáveis nessa fase auxiliam o desenvolvimento de uma dentição saudável na criança. Mas, afinal, quais os cuidados realmente efetivos para essa etapa? Confira abaixo o que é mito, o que é verdade e do que não abrir mão durante a gravidez.

Cárie e gestação: a gravidez aumenta os problemas bucais?

Muita gente acredita que a gravidez causa cárie, mas isso não é necessariamente verdade. Se a gestante mantiver a higiene bucal em dia, uma alimentação equilibrada e fazer o acompanhamento com dentistas, dificilmente terá problemas. Geralmente, esse aumento dos casos de cáries e o sangramento gengival estão relacionados à alteração na dieta, com maior consumo de guloseimas, e a presença da placa bacteriana pela limpeza inadequada.

Logo, apesar de haver algumas modificações no tecido gengival em função das alterações hormonais, isso só será um problema se já existirem questões anteriores ao período gestacional.

Alimentação saudável é fundamental na gravidez para manter a saúde bucal

É importante que a futura mãe tenha uma dieta equilibrada, rica em vitaminas (especialmente A, C e D) minerais (cálcio e fosfato) e proteínas - pois os dentes do bebê estão em formação. Vale lembrar: o cálcio que o pequeno recebe vem da alimentação e, quando a quantidade enviada não é suficiente, o organismo desvia parte do que a gestante tem em seus ossos para o bebê.

Para realizar a higiene bucal, dê preferência a escovas macias, cremes dentais com flúor e use o fio dental diariamente. Caso perceba algum ponto de sangramento, é importante consultar um dentista para orientação.

Tratamento odontológico na gravidez: quando começar?

A visita regular ao dentista é importante para garantir o diagnóstico precoce de qualquer possível problema e para receber orientações sobre os cuidados diários. O mais recomendável é começar o acompanhamento da saúde bucal no segundo trimestre da gestão (3 a 6 meses), mas é possível começar até antes. Porém, nesse caso, é indicado evitar as radiografias. E se for o caso de utilizar anestésicos, o dentista irá determinar o mais indicado.

Ao chegar ao sétimo mês, já é indicado procurar um odontopediatra. Ele irá aconselhar os cuidados necessários com a saúde bucal do bebê que está chegando – principalmente no que se refere ao processo de amamentação, nascimento dos dentes, uso de flúor, emprego de chupetas e a primeira visita da criança ao dentista.

Fonte: Dra. Glenda Nahás Bergamasco Dreuzzo
Especialista em Odontopediatria
Consultora Científica do Amil Dental Kids

Últimas novidades

Diabetes I e II: qual a diferença entre os dois tipos da doença?

Saúde

Diabetes I e II: qual a diferença entre os dois tipos da doença?

Diabetes é uma das doenças mais comuns e que mais matam no mundo. Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), existem mais de 13 milhões de pessoas vivendo com a doença no Brasil e os números não param de crescer. Em muitos casos, uma pessoa pode ser diabética sem saber. A diabetes pode se manifestar nos tipos I e II: com ações diferentes no organismo, cada uma demanda um cuidado específico. Entenda mais e veja como evitar as complicações graves.

Quarentena: 5 práticas de autocuidado para deixar seus dias mais leves

Bem-estar

Quarentena: 5 práticas de autocuidado para deixar seus dias mais leves

As recomendações dos principais órgãos de saúde são claras: é preciso ficar em casa para se proteger do novo coronavírus. A quarentena, no entanto, pode ser muito estressante: afinal, estamos no meio de uma pandemia e longe dos amigos e família. Nesse momento, se promover alguns momentos de autocuidado e relaxamento podem ajudar. Pensando nisso, separamos 5 práticas para você cuidar do seu bem-estar físico e emocional e deixar os seus dias mais leves durante esse período difícil. Confira!

Candidíase: o que causa e como aliviar o desconforto?

Saúde

Candidíase: o que causa e como aliviar o desconforto?

A candidíase é uma doença causada por fungos que, em geral, atinge mais a região genital do corpo. Apesar da infecção poder afetar ambos os sexos, as mulheres são as que mais sofrem com o incômodo. A candidíase causa muito desconforto e pode ser desencadeada por desequilíbrios no sistema imunológico, estresse e uso de roupas muito apertadas. Os sintomas mais comuns são ardência, coceira, inchaço, corrimento, dor ao urinar e durante as relações sexuais. Entenda mais sobre o problema e como aliviar!

Como manter o sono regulado na quarentena?

Bem-estar

Como manter o sono regulado na quarentena?

A má qualidade de sono pode trazer diversos prejuízos para a saúde do corpo e da mente. É durante a noite que o organismo passa por processos metabólicos importantes para o seu funcionamento. Dormir a quantidade de horas recomendadas é fundamental para que o corpo se recupere energeticamente. Durante a quarentena, no entanto, as mudanças de rotina, associadas com o estresse e alimentação, podem desregular o sono e até mesmo contribuir para a insônia. Confira algumas dicas de como combater esse problema e dormir melhor nesse período complicado!

Ver mais