Voltar para home page
Odontologia

Câncer de boca: descubra o que você fazer para evitar a doença

Entenda mais sobre o câncer de boca!

Entenda mais sobre o câncer de boca!

O câncer, seja de que tipo for, é uma doença bastante temida pelas pessoas em geral. Mas, em todos os casos, o diagnóstico precoce é o maior aliado no combate a essa condição. Para isso, é preciso receber a orientação correta e fazer acompanhamento médico regularmente. O câncer de boca, especificamente, é um tumor maligno que aparece não só na região bucal, mas também em parte da garganta – ele pode se desenvolver nos lábios, língua, céu da boca, gengiva, amígdala e glândulas salivares.

Os principais fatores que podem levar ao desenvolvimento do câncer de boca são o tabagismo e o consumo excessivo de bebidas alcoólicas. Para se ter uma ideia, quando os dois hábitos são associados, o risco de ser acometido pela doença aumenta mais de 30 vezes. A única exceção é para os casos em que o câncer atinge os lábios – aqui, a exposição solar em excesso e sem protetor é o principal causador.

Sintomas de câncer de boca: do diagnóstico ao tratamento

Saber identificar como começa o câncer de boca é a melhor forma de ter um diagnóstico precoce: geralmente, o primeiro sinal da doença é uma ferida na boca, que é indolor e tem tendência a cicatrizar sozinha. Em outros casos, alterações de cor na região (como manchas brancas, vermelhas e/ou pretas) e aparecimento de caroços ou “bolinhas” sem explicação podem indicar algum problema – e, nesse caso, é preciso procurar um cirurgião-dentista para analisar a região.

Os tratamentos para câncer de boca variam. Após o diagnóstico, o paciente é encaminhado para tratamento cirúrgico que pode ser associado ou não à radioterapia e à quimioterapia. Quando diagnosticado no início, a maioria dos casos é curável.

Como prevenir o câncer de boca?

Boa parte dos problemas bucais podem ser evitados com hábitos saudáveis e higienização adequada. Como visto, até mesmo o câncer de boca se torna menos provável entre aqueles que não fumam ou consomem bebidas alcóolicas em excesso. Por isso, a dica é deixar esses dois hábitos de lado, manter uma alimentação saudável e periodicamente fazer um autoexame na região.

Além disso, proteger-se dos raios solares com protetores ou chapéus são ótimas dicas, assim como fazer a manutenção diária na estrutura dentária – como tratar dentes tortos, lesões por cáries e próteses mal adaptadas. Dessa forma, além de proteger contra doenças, o mau hálito também é evitado.

Últimas novidades

Câncer de ovário: causas, como identificar e tratamentos

Saúde

Câncer de ovário: causas, como identificar e tratamentos

O câncer de ovário é difícil de ser diagnosticado, sendo a segunda neoplasia ginecológica mais comum. Esse tipo de câncer é o mais letal entre os cânceres ginecológicos. Mais frequente em mulheres com mais de 40 anos, o câncer de ovário demora a apresentar sintomas, o que resulta no diagnóstico tardio. Estima-se que cerca de 75% dos casos são diagnosticados quando a doença já está avançada.

Como manter a diabetes controlada?

Saúde

Como manter a diabetes controlada?

A diabetes é uma doença metabólica em que o corpo não consegue produzir uma quantidade suficiente de insulina, hormônio responsável pelo controle da glicose no sangue. Com a falta da substância, o paciente diabético sofre com o aumento do nível de glicose na corrente sanguínea, que é o que chamamos de hiperglicemia. Segundo o Ministério da Saúde, estima-se que 9 milhões de pessoas têm diabetes, e infelizmente esse é um número que só cresce a cada ano. Então, o que fazer para manter a diabetes controlada? Separamos algumas dicas que podem ajudar no problema.

Escutar música alta pode comprometer a audição?

Saúde

Escutar música alta pode comprometer a audição?

Ouvir música é um hábito que faz parte da vida de muita gente. Basta ir às ruas e observar a quantidade de pessoas com fones de ouvido imersos em seu próprio universo para se dar conta de como a música está presente em todo lugar. No entanto, é importante ficar atento ao volume e a frequência desse hábito. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), quase 50% das pessoas entre 12 e 35 anos correm o risco de sofrer perda auditiva por causa da exposição prolongada e excessiva a sons muito altos, o que corresponde a 1,1 bilhão da população.

Exercícios físicos na gravidez: qual a importância e os cuidados durante a prática

Exercício físico

Exercícios físicos na gravidez: qual a importância e os cuidados durante a prática

Quando uma mulher está grávida, surgem muitas dúvidas sobre a realização de atividades físicas durante a gestação e como isso deve ser feito sem prejudicar a saúde da nova mamãe ou do bebê que está a caminho. É importante conversar com o obstetra antes de dar início a essa rotina, mas geralmente os exercícios físicos são bastante benéficos para o desenvolvimento da gestação. Para entender melhor quais são os benefícios dessa prática, quais são os exercícios físicos mais indicados para mulheres grávidas e que cuidados são necessários, o Cuidados Mil preparou uma matéria com tudo que você precisa saber sobre o assunto.

Ver mais