Voltar para home page
Odontologia

Câncer de boca: descubra o que você fazer para evitar a doença

Entenda mais sobre o câncer de boca!

Entenda mais sobre o câncer de boca!

O câncer, seja de que tipo for, é uma doença bastante temida pelas pessoas em geral. Mas, em todos os casos, o diagnóstico precoce é o maior aliado no combate a essa condição. Para isso, é preciso receber a orientação correta e fazer acompanhamento médico regularmente. O câncer de boca, especificamente, é um tumor maligno que aparece não só na região bucal, mas também em parte da garganta – ele pode se desenvolver nos lábios, língua, céu da boca, gengiva, amígdala e glândulas salivares.

Os principais fatores que podem levar ao desenvolvimento do câncer de boca são o tabagismo e o consumo excessivo de bebidas alcoólicas. Para se ter uma ideia, quando os dois hábitos são associados, o risco de ser acometido pela doença aumenta mais de 30 vezes. A única exceção é para os casos em que o câncer atinge os lábios – aqui, a exposição solar em excesso e sem protetor é o principal causador.

Sintomas de câncer de boca: do diagnóstico ao tratamento

Saber identificar como começa o câncer de boca é a melhor forma de ter um diagnóstico precoce: geralmente, o primeiro sinal da doença é uma ferida na boca, que é indolor e tem tendência a cicatrizar sozinha. Em outros casos, alterações de cor na região (como manchas brancas, vermelhas e/ou pretas) e aparecimento de caroços ou “bolinhas” sem explicação podem indicar algum problema – e, nesse caso, é preciso procurar um cirurgião-dentista para analisar a região.

Os tratamentos para câncer de boca variam. Após o diagnóstico, o paciente é encaminhado para tratamento cirúrgico que pode ser associado ou não à radioterapia e à quimioterapia. Quando diagnosticado no início, a maioria dos casos é curável.

Como prevenir o câncer de boca?

Boa parte dos problemas bucais podem ser evitados com hábitos saudáveis e higienização adequada. Como visto, até mesmo o câncer de boca se torna menos provável entre aqueles que não fumam ou consomem bebidas alcóolicas em excesso. Por isso, a dica é deixar esses dois hábitos de lado, manter uma alimentação saudável e periodicamente fazer um autoexame na região.

Além disso, proteger-se dos raios solares com protetores ou chapéus são ótimas dicas, assim como fazer a manutenção diária na estrutura dentária – como tratar dentes tortos, lesões por cáries e próteses mal adaptadas. Dessa forma, além de proteger contra doenças, o mau hálito também é evitado.

Últimas novidades

Vacina para o novo coronavírus: conheça 2 pesquisas promissoras em andamento

Saúde

Vacina para o novo coronavírus: conheça 2 pesquisas promissoras em andamento

Os resultados de uma vacina contra a Covid-19 podem estar próximos. A pandemia do novo coronavírus alterou o modo de vida da sociedade. O isolamento social trouxe novas formas de consumo, hábitos e trabalho, além da forma como lidamos com a saúde. Desde então, muitos institutos de pesquisa espalhados pelo mundo estão estudando os efeitos do vírus e possibilidades de imunização.

Formigamento nas mãos: 5 principais motivos por trás do incômodo

Saúde

Formigamento nas mãos: 5 principais motivos por trás do incômodo

A sensação de formigamento nas mãos é algo comum para muita gente e, embora seja um sintoma simples, precisa de atenção. Isso porque diversos motivos podem estar por trás do formigamento, desde um problema de circulação até um Acidente Vascular Cerebral (AVC). O indicado é observar o quadro e, dependendo da forma como se manifesta, o atendimento médico pode ser necessário.

Quais as principais causas de queda de cabelo?

Saúde

Quais as principais causas de queda de cabelo?

A queda de cabelo é um problema muito comum, mas quando identificar se está perdendo mais fios do que o considerado saudável? O normal é que uma pessoa perca de 100 a 150 fios por dia de forma natural para que o cabelo cresça novamente. Quando a quantidade ultrapassa isso, é sinal de que pode haver um problema clínico por trás. A queda excessiva de cabelo pode ser observada na escovação diária, durante a lavagem ou até mesmo depois de acordar, quando se percebe muitos fios no travesseiro.

Como lidar com os distúrbios do sono na quarentena?

Bem-estar

Como lidar com os distúrbios do sono na quarentena?

A quarentena tem afetado, em grande parte da população, o modo de viver e de interagir com o mundo. Viver numa situação de pandemia também trouxe muita preocupação, que se reflete em ansiedade e distúrbios do sono. Insônia, sono muito leve, acordar várias vezes, não conseguir manter uma rotina de sono ou se sentir extremamente cansado mesmo depois de dormir bem são os problemas mais comuns nesse período de isolamento social.

Ver mais