Voltar para home page
Saúde

Quais são os efeitos do cigarro no organismo?

Cigarro compromete o funcionamento do coração, circulação sanguínea e rendimento esportivo, entre outros efeitos.

Cigarro compromete o funcionamento do coração, circulação sanguínea e rendimento esportivo, entre outros efeitos.

No Brasil, a estimativa é que cerca de 157 mil pessoas morrem a cada ano de problemas decorrentes do cigarro, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca). O tabagismo é considerado um problema de saúde pública e pode afetar diferentes sistemas do corpo humano, prejudicando funções vitais. Além do câncer, o tabaco pode comprometer o funcionamento do coração, circulação sanguínea e até atrapalhar o rendimento esportivo.

Do prazer à dependência: entenda o ciclo do tabagismo

A fumaça do cigarro é capaz de atingir todo o sistema circulatório e chegar ao cérebro em poucos segundos. Ou seja, as substâncias percorrem o organismo com a mesma velocidade de injeções na veia. O perigo está na nicotina, uma substância presente em cigarros, charutos e até no narguilé, capaz de liberar no organismo um hormônio chamado dopamina, que provoca uma sensação de prazer. A inalação dessa fumaça tem impacto no sistema nervoso e pode modificar o comportamento e emoções da pessoa, levando-a à dependência.

Depois de um tempo, o cérebro passa por adaptações e começa a demandar mais doses para se manter no mesmo estado de “prazer”, levando o indivíduo a fumar cada vez mais para se satisfazer. Quando o corpo para de receber a nicotina, outros hormônios que provocam irritação são liberados, criando assim um ciclo mais difícil de se livrar. Além desses efeitos cerebrais, o tabagismo é a porta de entrada para doenças crônicas graves, que podem alterar a saúde e qualidade de vida. Veja abaixo 6 problemas decorrentes do cigarro!

Veja 6 efeitos do cigarro no corpo humano

  • Causador de diversos tipos de câncer

A Fundação do Câncer aponta que o tabagismo é o causador de 30% de todos os casos de câncer. O tipo mais comum é o câncer de pulmão, que é decorrente do tabagismo em cerca de 90% dos diagnósticos: pelo menos 20% dos fumantes podem ter a doença. O câncer causado pelo cigarro também pode atingir outros locais do corpo, como boca, laringe, pulmão, rim, bexiga, esôfago, pâncreas, cólon e reto.

  • Prejudica o sistema respiratório

Além do câncer de pulmão, o tabagismo também é um fator que prejudica muito o sistema respiratório, causando doenças que podem ser muito graves. O fumante pode desenvolver asma, doença pulmonar obstrutiva, enfisema pulmonar e bronquite crônica. Além disso, tem mais chances de ser acometido por infecções respiratórias, como tuberculose e pneumonia - causadas por bactérias, o tratamento é mais complexo e pode levar a morte.

  • Mais chances de doenças cardíacas

O cigarro é um perigo para o coração! O tabagismo compromete o funcionamento das artérias, causando doenças como hipertensão arterial, infarto, acidente vascular cerebral (AVC) e trombose. A explicação está no impacto que a fumaça causa do endotélio, uma camada celular que cobre os vasos sanguíneos: essa “parede” fica mais vulnerável, facilitando o acúmulo de gordura e prejudicando a circulação.

  • Impotência e problemas de fertilidade

O cigarro pode prejudicar a vida sexual e até impedir uma gestação. No caso dos homens, o tabagismo provoca o entupimento das artérias (da mesma forma que ocorre nas artérias) e diminui o fluxo sanguíneo no pênis, impedindo assim a ereção. O fumo também pode causar infertilidade: as substâncias modificam o material genético dos espermatozoides. Em mulheres, há muitos impactos na fertilidade, como alteração no processo de formação dos óvulos e atrapalhar a concepção.

  • Menos resistência física

O tabagismo também pode prejudicar a performance em esportes. Além de ter a imunidade prejudicada, o fumante se cansa mais rápido e tem menos fôlego do que pessoas que não fumam. A resistência física também é prejudicada, fazendo com que a pessoa não consiga finalizar um exercício que demanda mais esforço.

  • Envelhecimento precoce

As pessoas que fumam tendem a envelhecer mais cedo que o normal. Dentes amarelados e rugas são alguns sinais que aparecem precocemente. Além disso, um fumante perde expectativa de vida: cada cigarro corresponde a 11 minutos a menos de vida, segundo um estudo publicado no British Medical Journal.

Fontes: Instituto Nacional do Câncer e Fundação do Câncer

Últimas novidades

Dia mundial da AIDS: veja como cientistas estão trilhando o caminho da cura

Saúde

Dia mundial da AIDS: veja como cientistas estão trilhando o caminho da cura

Foi em 1982 que ocorreu o primeiro registro de AIDS no Brasil. Na época, pouquíssimo se sabia sobre a doença - e a falta de informações levou a entendimentos equivocados sobre o contágio e os riscos envolvidos no diagnóstico. Com o passar dos anos, a transmissão alcançou seu pico e o falecimento de ídolos nacionais e mundiais, como Freddy Mercury e Cazuza, chamou a atenção de todos. Como resultado, a ciência investiu esforços para entender como funciona essa doença e qual o caminho para a cura.

Psoríase: o que é, quais são as causas e como amenizar os efeitos do problema

Saúde

Psoríase: o que é, quais são as causas e como amenizar os efeitos do problema

A psoríase é uma doença considerada crônica que consiste na inflamação da pele, e ela é mais comum do que se pensa. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a estimativa é de que 1 a 3% da população mundial apresente a doença, sendo mais de 5 milhões de pessoas apenas no Brasil. Existem vários tipos de psoríase e a gravidade de cada quadro também é bastante variável.

Qual o impacto dos exercícios físicos na saúde mental?

Exercício físico

Qual o impacto dos exercícios físicos na saúde mental?

A prática de exercício físico faz muito bem para saúde do corpo: regula as principais taxas do organismo, melhora o funcionamento do coração e previne várias doenças. Mas você sabia que também possui impactos na saúde mental? Se movimentar alivia o estresse, melhora a memória, ajuda a dormir melhor e ativa o bom humor. Se feito regularmente, as atividades físicas também têm impacto positivo no tratamento de transtornos psicológicos, como depressão e ansiedade.

Entenda como funciona o sistema linfático do corpo humano

Saúde

Entenda como funciona o sistema linfático do corpo humano

O sistema linfático engloba um complexo conjunto de órgãos, tecidos, vasos e dutos que se distribuem por todo o corpo. Sua principal função é a produção de células de defesa do organismo, o que fortalece o nosso sistema imunológico. Além disso, o sistema linfático também é responsável por filtrar e drenar o excesso de líquido do corpo, eliminando impurezas e “devolvendo” o sangue purificado para o nosso organismo. Ou seja, na prática isso quer dizer que qualquer parte do corpo que possua circulação sanguínea tem também a circulação linfática (embora não usem os mesmos vasos, eles “dialogam”). Para facilitar a compreensão desse complexo sistema, reunimos algumas informações sobre o assunto.

Ver mais