Voltar para home page
Emergência

Hipertensão: como a doença afeta outras áreas do seu corpo?

Hipertensão pode ter efeitos no cérebro, rins e visão!

Hipertensão pode ter efeitos no cérebro, rins e visão!

A hipertensão arterial é uma doença muito comum, que atinge pessoas de todas as idades, gêneros e origens. Segundo o Ministério da Saúde, um a cada quatro adultos brasileiros são diagnosticados com a doença e cerca de 34 pessoas morrem por hora de doenças cardiovasculares. O que pouca gente sabe é que a doença, também conhecida como pressão alta, pode afetar outros órgãos além do coração. Rins, olhos e cérebro são as partes do corpo que mais podem ser prejudicadas pela hipertensão. Entenda abaixo as principais complicações desencadeadas pela doença!

O que causa a hipertensão?

Antes de tudo, é preciso entender como a hipertensão se desenvolve. Uma das funções do coração é bombear sangue para o restante do corpo por meio das artérias. A ação é dividida em pressão sistólica (contração do coração para bombear o sangue) e diastólica (quando o coração relaxa e se enche de sangue novamente). São essas medidas que aparecem quando você vai aferir a pressão. O ideal é que a pressão sistólica não passe de 120 mmHg e a diastólica fique em torno de 80 mmHg. Quando os valores ultrapassam esse limite, quer dizer que o coração está se esforçando mais que o normal para fazer com que o sangue chegue em todas as áreas do corpo. É aí que a hipertensão surge!

Pressão alta aumenta as chances de derrame

O cérebro é responsável por muitas funções no nosso organismo. Quando o coração não consegue bombear o sangue de forma eficaz, a oxigenação cerebral também é prejudicada. É nessas oscilações que as chances de ter um Acidente Vascular Cerebral (AVC) aumentam. Algumas capacidades do órgão, como a memória, aspectos cognitivos e atenção, também podem ser afetadas.

Insuficiência renal é uma consequência da hipertensão

A principal função dos rins é filtrar o sangue para eliminar substâncias e impurezas que podem prejudicar o funcionamento do organismo. Umas das consequências da pressão alta não controlada é a insuficiência renal. Com o bombeamento prejudicado, o fluxo sanguíneo chega ao órgão de forma reduzida.

Hipertensão pode causar cegueira

Pouca gente associa a hipertensão com problemas na visão, mas a doença também pode afetar a sua retina e até causar cegueira. A retinopatia hipertensiva ocorre quando os vasos sanguíneos ficam mais estreitos ou quando as paredes arteriais apresentam rigidez. Esses quadros podem acarretar hemorragias e até descolamento da retina.

Como evitar a hipertensão?

Os sintomas das complicações da pressão alta podem variar, mas geralmente envolvem dor no peito, tontura, dor de cabeça, fadiga e até sangramento nasal. A melhor forma de evitar a hipertensão é manter um estilo de vida saudável: evitar a ingestão de gorduras que podem elevar o colesterol, consumir alimentos nutritivos e variados e praticar exercícios físicos regularmente são algumas das coisas que você pode fazer pelo seu coração.

Fonte: Ministério da Saúde

Últimas novidades

Como funciona a vacina contra HPV?

Saúde

Como funciona a vacina contra HPV?

A vacina contra HPV (Papilomavírus Humano) é uma das formas mais eficazes de prevenir a infecção, que pode ter vários tipos e níveis de gravidade. A transmissão ocorre pelo contato sexual ou de mãe para filho e pode atingir pele e mucosas. Além disso, algumas versões do vírus são agentes causadores de diversos cânceres, incluindo o do colo de útero - que, segundo a Organização Mundial da Saúde, afeta cerca de 290 milhões de mulheres no mundo inteiro. A vacina tem uma ação preventiva contra os tipos mais comuns da infecção e pode ser administrada ainda na adolescência.

Acidente Vascular Cerebral: o que é, causas e como prevenir

Emergência

Acidente Vascular Cerebral: o que é, causas e como prevenir

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é uma dos problemas mais comuns no mundo inteiro. Também conhecido com derrame cerebral, ele acontece por causas variadas e pode levar à morte - ou provocar consequências graves que afetam toda a vida do paciente. A junção de alguns sintomas ajudam a identificar o problema, que precisa de um atendimento médico imediato. O AVC ainda é cercado de mitos e dúvidas, mas uma coisa é certa: o problema pode ser evitado com atitudes simples no dia a dia.

4 benefícios cientificamente comprovados da meditação

Terapias

4 benefícios cientificamente comprovados da meditação

A meditação é um método milenar associado à saúde e ao bem-estar físico e mental. Não se sabe ao certo quando ou onde surgiu, já que a prática acompanha a humanidade desde os seus primórdios, mas uma coisa é certa: a meditação tem ganhado mais popularidade e, inclusive, é indicada no tratamento de diversos transtornos. O método pode ser resumido como um treinamento da mente para esvaziar ou redirecionar os pensamentos. Na prática, é muito mais do que isso e a ciência pode comprovar. Veja abaixo 4 benefícios da meditação com respaldo científico!

Vegetarianismo: o que você precisa considerar antes de fazer a transição?

Alimentação saudável

Vegetarianismo: o que você precisa considerar antes de fazer a transição?

Causa animal, saúde, cuidado com o meio ambiente ou consumo consciente: as motivações para uma pessoa se tornar vegetariana são muitas. O vegetarianismo consiste, basicamente, em não consumir produtos de origem animal (carnes, laticínios e ovos), com algumas variações. Uma pesquisa divulgada pelo Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística), em abril de 2018, mostrou o crescimento da prática no país: cerca de 14% dos brasileiros se consideram vegetarianos, um aumento de 75% em comparação a 2012. Não há contraindicação para esse tipo de dieta, mas é necessário que você faça um acompanhamento médico para adequar a alimentação sem prejudicar a sua saúde.

Ver mais