Voltar para home page
Saúde

O que é displasia do colo do útero? Veja o que causa esse problema e como evitar!

A displasia do colo do útero não costuma apresentar muitos sintomas e pode evoluir para câncer se não for tratada.

A displasia do colo do útero não costuma apresentar muitos sintomas e pode evoluir para câncer se não for tratada.

A neoplasia intra-epitelial cervical, também conhecida por displasia do colo do útero ou displasia cervical, ocorre quando as células da superfície interna do útero se desenvolvem de forma alterada. A doença não costuma apresentar muitos sintomas e, caso não seja tratada, pode evoluir para câncer de colo do útero - tipo que afeta cerca de 530 mil mulheres no mundo inteiro, segundo o Inca . Quase sempre a alteração nas células é provocada pela presença do Papilomavírus humano (HPV), infecção sexualmente transmissível que provoca lesões nos órgãos genitais e na pele.

Quais as causas e sintomas da displasia cervical?

O HPV é o causador mais comum da displasia do colo do útero, mas algumas variáveis externas ou comportamentais podem influenciar o desenvolvimento da doença. Os principais fatores de risco são tabagismo, presença de outras infecções sexualmente transmissíveis, como herpes e clamídia, e anticoncepcionais orais usados por muito tempo. Mulheres portadoras de HIV também apresentam mais risco de desenvolver a displasia cervical.

A persistência do vírus HPV é um dos principais aspectos que influencia o agravamento das lesões que acarretam a displasia cervical. A doença pode não apresentar sintomas e, na maioria das vezes, só é diagnosticada durante o exame ginecológico - já que costuma haver verrugas no colo do útero. A infecção pode ser confirmada por biópsia ou exames de colposcopia. Normalmente, não há corrimento, dor ou coceira - por isso, a importância de visitar o seu médico ginecologista todos os anos para uma avaliação geral de saúde.

Leve, moderada ou grave: entenda os tipos de neoplasia intra-epitelial cervical

A neoplasia intra-epitelial cervical pode ser de baixo, moderado ou alto grau. Os casos mais leves (NIC 1) têm pouco potencial para desenvolver condições mais graves e podem desaparecer sem tratamento. Já as feridas moderadas ou graves (NIC 2 e NIC 3) têm mais riscos de progredirem para o câncer de colo do útero.

A partir da descoberta do tipo de neoplasia, é possível determinar o tratamento adequado à paciente. Normalmente, as feridas são eliminadas por meio de cauterização à laser, mas em caso de lesões de alto grau pode ser necessário algum procedimento cirúrgico para retirada de parte do colo uterino. As mulheres diagnosticadas com a doença precisam fazer acompanhamento médico por pelo menos dois anos até a eliminação do problema.

Prevenção é a melhor saída

A melhor forma de evitar os casos de displasia cervical é prevenindo o HPV. As principais recomendações são usar preservativos durante a relação sexual e manter a rotina de exames ginecológicos em dia. Outra forma de combater a infecção é tomando a vacina contra HPV.

Últimas novidades

Acupuntura: entenda o que é essa terapia, indicações e efeitos na saúde

Terapias

Acupuntura: entenda o que é essa terapia, indicações e efeitos na saúde

A acupuntura é uma técnica oriental que consiste no uso de agulhas em partes específicas do corpo com o objetivo de melhorar o bem-estar individual e promover o equilíbrio do corpo. Inclusive, a acupuntura é tão benéfica que vem sendo cada vez mais indicada como terapia complementar para diversas doenças que afetam a parte física e psicológica. Para entender melhor como o procedimento funciona, para quem ele é indicado e quais são os benefícios da acupuntura para o corpo, o Cuidados Mil reuniu as principais informações sobre isso. Confira!

Como a endoscopia é feita e quais as recomendações?

Saúde

Como a endoscopia é feita e quais as recomendações?

Você já ouviu falar na endoscopia? Este exame médico coleta imagens em tempo real das cavidades do sistema digestivo, sendo fundamental para o diagnóstico de doenças e até alguns tratamentos. Ele é realizado com um nível de sedação que vai depender da complexidade do procedimento, que pode ser tanto para avaliar uma gastrite quanto retirar tumores. Veja abaixo como o exame é feito, para que serve e quais são os casos recomendados para se fazer a endoscopia.

O que é a segunda onda de Covid-19 e o que a população pode fazer para evitá-la?

Saúde

O que é a segunda onda de Covid-19 e o que a população pode fazer para evitá-la?

O termo “segunda onda” é utilizado quando novos surtos começam a ocorrer após uma queda na taxa de transmissão do vírus. No caso da Covid-19, os especialistas alertaram sobre a possibilidade, mesmo que houvesse um achatamento significativo na curva de infectados. Historicamente, das oito pandemias que já ocorreram no mundo desde 1700, pelo menos sete tiveram mais de uma onda em alguma parte do mundo.

6 hábitos saudáveis para incluir na rotina no próximo ano

Bem-estar

6 hábitos saudáveis para incluir na rotina no próximo ano

Com o fim do ano se aproximando, nada mais justo do que rever alguns hábitos e pensar nas mudanças que desejamos implementar na nossa rotina no ano que se inicia. Embora muitos já estejam cientes do que é saudável ou não, é importante ter um momento de reflexão com a saúde do corpo e da mente. O que podemos fazer para melhorar isso? Quais hábitos devem ser adotados ou aperfeiçoados no nosso cotidiano? O Cuidados Mil preparou uma pequena lista para te guiar nessa missão durante o próximo ano. Veja a seguir!

Ver mais