Voltar para home page
Terapias

Psicólogo ou psiquiatra: entenda o papel dos especialistas em saúde mental

O psicólogo e o psiquiatra têm atuações diferentes no tratamento de transtornos mentais

O psicólogo e o psiquiatra têm atuações diferentes no tratamento de transtornos mentais

Nem todo mundo sabe quais são as diferenças entre psicólogo e psiquiatra, mas cada profissional tem uma função bem específica dentro do campo da saúde mental. Tudo começa, inclusive, pela formação de cada profissional, já que são especializados em áreas diferentes. Em muitos casos, o psicólogo e o psiquiatra trabalham em conjunto e de forma complementar, cada um auxiliando em um aspecto da vida do paciente. Para entender melhor sobre as diferenças e o papel desses especialistas em saúde mental, o Cuidados Mil reuniu algumas informações importantes sobre estes dois profissionais. Veja!

O psicólogo e o psiquiatra têm formações distintas

O primeiro ponto que diferencia cada um desses especialistas é que o psicólogo é formado em Psicologia, que estuda a compreensão da mente e do comportamento humano, enquanto o psiquiatra tem graduação em Medicina com especialização na área de psiquiatria. Isso quer dizer que, por se tratar de uma especialidade médica, o psiquiatra está capacitado a diagnosticar os transtornos mentais, como também a prescrever medicamentos e indicar o tratamento mais adequado de acordo com a situação de cada paciente. Ou seja, a psiquiatria abrange também questões biológicas no estudo da mente e do comportamento humano.

Já o psicólogo contribui com o diagnóstico e tem papel importante na compreensão dos processos mentais e comportamentais de cada indivíduo, buscando entender o contexto de cada pessoa, as complexidades vividas, o histórico de vida, auxiliando com a psicoterapia ou outras vertentes terapêuticas. Dessa forma, o psicólogo também analisa as relações sociais, os contextos familiares, identificando e trabalhando as questões que geram sofrimento. A psiquiatria é indicada para tratar pacientes com transtornos mentais que podem ser hereditários ou adquiridos ao longo da vida, como ansiedade, depressão ou até mesmo esquizofrenia.

Psicólogo: o profissional dá suporte ao paciente por meio da escuta e do diálogo

Geralmente quando uma pessoa está passando por fases conturbadas, recomenda-se a procura de um psicólogo. Ao contrário do que algumas pessoas podem pensar, esse tipo de profissional não atende somente pacientes com transtornos mentais, mas qualquer indivíduo que esteja enfrentando dificuldades na sua vida pessoal, profissional ou social.

Existem diferentes metodologias dentro da psicoterapia que podem ser aplicadas durante as sessões, mas a base do tratamento sempre consiste no diálogo e na reflexão do que afeta o psicológico do paciente. Os encontros podem ser semanais ou quinzenais, a depender do plano terapêutico de cada paciente, e o objetivo principal é melhorar a qualidade de vida do indivíduo por meio do autoconhecimento e da forma como a pessoa se relaciona com o mundo. O papel principal do psicólogo é auxiliar as pessoas a encontrarem caminhos para viverem de forma mais leve.

O psiquiatra é recomendado para pacientes com transtornos mentais

Por ser formado em Medicina, o psiquiatra é um médico capacitado para identificar, diagnosticar e tratar pacientes com transtornos mentais severos. Este tipo de profissional faz uma rigorosa análise de cada caso e pode, inclusive, solicitar exames de imagens e testes neurológicos para compreender melhor o quadro clínico do paciente, visto que às vezes déficit de vitaminas ou hormônios podem desencadear alguns desses transtornos psiquiátricos. Os psiquiatras podem prescrever tratamentos biológicos, como medicamentos para auxiliar na melhora do quadro.

Assim como o psicólogo, também cabe ao psiquiatra ouvir o que o paciente tem a dizer para entender a sua história e de que forma os transtornos se manifestam na sua vida. Em muitos casos, a psicoterapia e a psiquiatria trabalham juntas por meio de tratamentos multidisciplinares, isto é, que envolvem os profissionais das duas áreas.

Últimas novidades

Saúde mental na adolescência e juventude: há sempre uma saída!

Saúde

Saúde mental na adolescência e juventude: há sempre uma saída!

A saúde mental na adolescência e juventude é um assunto muito importante e que deve ser falado. Essa é uma fase de mudanças em todos os sentidos, que quase sempre vêm acompanhadas de dúvidas e cobranças.  Qual profissão devo seguir? Como conseguir emprego? Será que devo me casar? Está na hora de ter filhos? Aluguel ou casa própria? Se pudéssemos olhar dentro da mente de um jovem, certamente encontraremos mais perguntas do que respostas.

Como é feito o tratamento de canal?

Odontologia

Como é feito o tratamento de canal?

Cuidar da saúde dos dentes é fundamental para manter um sorriso bonito. Consultas regulares ao dentista são super importantes, pois alguns procedimentos de rotina são necessários e somente o especialista poderá avaliar, por exemplo, quando realizar o tratamento de canal.  Só de ouvir o nome, a maioria das pessoas tem receio de realizar esse procedimento. Para esclarecer como é realizado o tratamento de canal, quais são as etapas e quais os cuidados necessários após o procedimento, o Cuidados Mil preparou uma matéria com tudo o que você precisa saber sobre esse assunto.

Qual a importância das vacinas para prevenir doenças e garantir a saúde da população?

Saúde

Qual a importância das vacinas para prevenir doenças e garantir a saúde da população?

Com a pandemia do novo coronavírus, as vacinas voltaram a ser a prioridade entre a comunidade científica e a própria população. O que poucos sabem é que as vacinas fazem parte da realidade há séculos e são consideradas umas das principais medidas preventivas contra doenças graves. No Brasil, a vacina surgiu em 1804 para combater a varíola, um quadro contagioso e muito perigoso para a época, mas que já foi erradicado depois de uma campanha de vacinação em massa organizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) por volta de 1970. Ainda assim, muitas pessoas não entendem o processo de desenvolvimento de imunizações e nem a importância de não deixar de se vacinar.

Limpeza dos dentes: entenda como é feita e qual a frequência ideal!

Odontologia

Limpeza dos dentes: entenda como é feita e qual a frequência ideal!

Toda higienização da boca feita em casa com escova e fio dental é um procedimento preventivo e precisa ter um acompanhamento regular do dentista. A limpeza dos dentes realizada em consultório tem a função de eliminar toda placa bacteriana e tártaro que não foram removidos na rotina de higiene. O hábito evita uma série de problemas, como o aparecimento de cáries e inflamações gengivais. Mas qual a frequência ideal para realizar a limpeza dos dentes?

Ver mais