Voltar para home page
Exercício físico

Pular corda: quais os benefícios da atividade física para o corpo?

Pular corda promove vários benefícios ao corpo

Pular corda promove vários benefícios ao corpo

Só de ouvir falar em pular corda, automaticamente se remete à infância e brincadeiras de criança. A prática de pular corda, além de muito divertida e nostálgica, também pode ser muito benéfica para a saúde do nosso corpo. Essa atividade física, muito praticada por boxeadores como forma de aquecimento, promove diversos benefícios para a saúde. Quer saber mais? Entenda o quanto pular corda pode ser agradável e saudável ao mesmo tempo.

Pular corda aumenta a resistência cardiovascular e respiratória

Sim, isso mesmo: pular corda é um grande amigo do coração. Com a prática constante do exercício, é possível regular a pressão arterial e a frequência cardíaca, além de melhorar a circulação sanguínea. Além disso, o hábito de pular corda tende a aumentar a capacidade pulmonar e a resistência respiratória, evitando doenças nesta região.

Ao pular corda, os ossos são fortalecidos e os músculos tonificados

Você pode não saber, mas todas as pessoas perdem gradativamente a cartilagem e os ossos ficam mais frágeis com o passar dos anos. A prática de exercícios físicos desde a juventude ajuda a retardar esses efeitos no corpo. Pular corda é uma ótima forma de proteger os ossos e evitar doenças comuns na velhice, como osteoporose e osteopenia. O exercício também tonifica os músculos das pernas, braços e ombros e todo o cinturão lombar, protegendo cartilagens e melhorando o condicionamento físico do praticante.

Queima de calorias é um dos benefícios de pular corda

Pular corda é uma atividade física de grande gasto calórico e energético. Em apenas meia hora de exercício, o corpo é capaz de queimar cerca de 330 calorias, 60 a mais do que em uma hora de corrida. Isso ajuda muito a quem precisa emagrecer e chegar no seu peso ideal de forma saudável e com muito fôlego.

Pular corda ajuda a desenvolver a coordenação motora e melhora o equilíbrio

Ao pular corda, os braços e pernas se exercitam continuamente, o que faz o praticante ganhar maior consciência corporal e desenvolvimento da sua própria coordenação motora. O exercício físico também ajuda a treinar o equilíbrio: trabalhando com vários músculos do corpo ao mesmo tempo, isso será bem necessário para manter os movimentos ritmados sem jogar o corpo muito para frente ou para trás.

Como começar a pular corda?

Antes de começar a pular corda, tenha em mente que o exercício precisa ser inserido na sua rotina gradualmente para evitar lesões e dores musculares. O seu corpo precisa se acostumar com a atividade, principalmente se você leva uma vida sedentária.

Se você é iniciante, o indicado é começar a praticar três vezes na semana, aumentando aos poucos a frequência e tempo, como explicado abaixo:

  • 1ª semana: comece com quatro sessões de 25 pulos, parando para descansar alguns minutos entre as sessões;
  • 2ª semana: aumente para quatro sessões de 30 pulos, respeitando o intervalo para descanso;
  • 3ª semana: faça quatro sessões de 35 pulos.

A partir disso, vá aumentando à medida que seu corpo se adaptar à atividade. É importante praticar em um lugar com espaço suficiente para os pulos e sempre usando um tênis adequado.

Últimas novidades

Mês das crianças: veja os cuidados de saúde importantes na primeira e segunda infância

Bem-estar

Mês das crianças: veja os cuidados de saúde importantes na primeira e segunda infância

No mês de outubro é comemorado o Dia das Crianças. Conhecido como um momento para presentear os pequenos e incentivar as brincadeiras, a data também é uma oportunidade para falar sobre saúde. Na primeira e segunda infância (do nascimento até os 6 anos de idade e dos 6 anos até a puberdade, respectivamente), a criança passa por diversos níveis de aprendizado e desenvolvimento.

Outubro rosa: 5 formas de se proteger contra o câncer de mama

Saúde

Outubro rosa: 5 formas de se proteger contra o câncer de mama

Outubro é o mês de conscientização sobre a prevenção do câncer de mama. Causado pela multiplicação desequilibrada das células da mama, dados do Inca (Instituto Nacional do Câncer) apontam que esse tipo de câncer deve atingir cerca de 66 mil pessoas no Brasil em 2020. O câncer de mama é um dos mais comuns que atinge as mulheres no Brasil e no mundo, ficando atrás apenas do câncer de pele não melanoma. Apesar de raro, o câncer de mama também pode atingir homens.

5 doenças, além da Covid-19, que precisam da sua atenção em 2020

Saúde

5 doenças, além da Covid-19, que precisam da sua atenção em 2020

A pandemia do novo coronavírus impactou a vida das pessoas e sua relação com a própria saúde. Cuidados como o isolamento social, higienização constante das mãos com água e sabão ou álcool em gel e uso de máscara se tornaram a nova rotina para se manter longe da Covid-19. Entretanto, apesar de protegido contra o novo vírus, outras doenças podem ser tão preocupantes quanto e que necessitam de atenção, com uma vantagem: elas podem ser evitadas com os cuidados necessários.

Como incluir as oleaginosas na alimentação?

Alimentação saudável

Como incluir as oleaginosas na alimentação?

Castanhas, nozes, amêndoas, avelãs… o que esses alimentos têm em comum? Além de estarem no grupo das oleaginosas, ele são ricos em diversas substâncias que fazem muito bem para a saúde em geral, como antioxidantes e minerais. As oleaginosas estão associadas à diminuição dos riscos de ter doenças no coração, melhor funcionamento do sistema nervoso e ação anti-inflamatória, dentre outros benefícios comprovados.

Ver mais