Voltar para home page
Bem-estar

Como manter a imunidade em tempos de Covid-19?

A imunidade regulada não te impede de contrair o novo coronavírus, mas ajuda o seu corpo a lutar contra a doença

A imunidade regulada não te impede de contrair o novo coronavírus, mas ajuda o seu corpo a lutar contra a doença

Desde que o novo coronavírus surgiu, o mundo tem se mobilizado para impedir o avanço da doença. Além de incentivar o isolamento social, a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda a adoção de alguns hábitos de higiene, principalmente se você precisa sair na rua ou tem contato com alguma pessoa infectada. Muito tem se falado também sobre outras práticas que podem ajudar a prevenir a Covid-19, principalmente relacionadas a imunidade. Diversos especialistas alertam que ter a imunidade regulada não impede ninguém de ser contaminado pelo novo vírus. No entanto, ter o sistema imunológico fortalecido ajuda na resposta do organismo para lutar contra a infecção - isso explica os efeitos mais graves em idosos e pessoas com doenças crônicas.

Então, como você pode fortalecer seu sistema imunológico em tempos de coronavírus e quarentena? Veja algumas dicas!

Mantenha uma alimentação equilibrada

Nenhum alimento ou nutriente tem ação direta no combate ao coronavírus, mas a alimentação é um pilar importante para manter o organismo forte. Por isso, priorize uma dieta balanceada e nutritiva, com variedade de frutas, vegetais, cereais e grãos. Suas refeições devem ser coloridas, já que cada cor representa um grupo de nutrientes essenciais. O zinco, por exemplo, é um mineral que tem ação no sistema imunológico: segundo um estudo da Universidade de Aachen , na Alemanha, o consumo do nutriente ajuda na resposta do organismo à infecções, principalmente em idosos.

É importante também controlar a ingestão de açúcares e gorduras. Por último, não esqueça de manter seu corpo sempre hidratado.

Cuide da sua saúde mental

O estresse e a ansiedade mexem com toda a nossa saúde. Uma pesquisa do Instituto Nacional de Saúde Mental dos Estados Unidos observou que o excesso de hormônios do estresse liberados no organismo, como o cortisol, aumenta a predisposição para infecções. Por isso, nesse período é fundamental cuidar da saúde mental. Se você está em isolamento social, busque formas de preencher o seu tempo com atividades prazerosas (e sem cobrança) e fortaleça suas relações, mesmo que seja no mundo virtual.

É importante também não ficar o tempo todo conectado nas notícias sobre a pandemia do coronavírus: reserve um momento do dia para se atualizar em fontes oficiais e confiáveis. Se sentir alguma instabilidade no seu humor, tente parar por alguns minutos e respirar profundamente até se sentir mais calmo.

Se movimente, mesmo dentro de casa

Praticar exercícios moderados têm influência direta no controle do sistema imune e, consequentemente, na capacidade do corpo de lutar contra infecções: é o que diz um estudo feito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) . Por isso, mesmo em estado de quarentena, não deixe de se movimentar dentro de casa. Aproveite que muitas academias e estúdios estão disponibilizando vídeo-aulas gratuitas. Se você não tem o costume de se exercitar, procure atividades de baixo impacto para começar, como uma aula de fitdance ou de yoga para iniciantes. Agora se você é fisicamente ativo, é hora de potencializar suas habilidades na atividade que já é acostumado a fazer.

Tenha um sono regulado

Uma pesquisa conduzida pela FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de S. Paulo) testou as respostas imunológicas de pessoas que passavam por algum tipo de privação do sono. Os pesquisadores observaram que, em algumas situações, o número de linfócitos (células de defesa) diminuiu depois que os voluntários passaram 48h sem dormir. Essa é uma pequena amostra do que ocorre no nosso corpo quando não dormimos de forma adequada. Por isso, mesmo na quarentena, mantenha seus hábitos de sono.

Últimas novidades

Diabetes I e II: qual a diferença entre os dois tipos da doença?

Saúde

Diabetes I e II: qual a diferença entre os dois tipos da doença?

Diabetes é uma das doenças mais comuns e que mais matam no mundo. Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), existem mais de 13 milhões de pessoas vivendo com a doença no Brasil e os números não param de crescer. Em muitos casos, uma pessoa pode ser diabética sem saber. A diabetes pode se manifestar nos tipos I e II: com ações diferentes no organismo, cada uma demanda um cuidado específico. Entenda mais e veja como evitar as complicações graves.

Quarentena: 5 práticas de autocuidado para deixar seus dias mais leves

Bem-estar

Quarentena: 5 práticas de autocuidado para deixar seus dias mais leves

As recomendações dos principais órgãos de saúde são claras: é preciso ficar em casa para se proteger do novo coronavírus. A quarentena, no entanto, pode ser muito estressante: afinal, estamos no meio de uma pandemia e longe dos amigos e família. Nesse momento, se promover alguns momentos de autocuidado e relaxamento podem ajudar. Pensando nisso, separamos 5 práticas para você cuidar do seu bem-estar físico e emocional e deixar os seus dias mais leves durante esse período difícil. Confira!

Candidíase: o que causa e como aliviar o desconforto?

Saúde

Candidíase: o que causa e como aliviar o desconforto?

A candidíase é uma doença causada por fungos que, em geral, atinge mais a região genital do corpo. Apesar da infecção poder afetar ambos os sexos, as mulheres são as que mais sofrem com o incômodo. A candidíase causa muito desconforto e pode ser desencadeada por desequilíbrios no sistema imunológico, estresse e uso de roupas muito apertadas. Os sintomas mais comuns são ardência, coceira, inchaço, corrimento, dor ao urinar e durante as relações sexuais. Entenda mais sobre o problema e como aliviar!

Como manter o sono regulado na quarentena?

Bem-estar

Como manter o sono regulado na quarentena?

A má qualidade de sono pode trazer diversos prejuízos para a saúde do corpo e da mente. É durante a noite que o organismo passa por processos metabólicos importantes para o seu funcionamento. Dormir a quantidade de horas recomendadas é fundamental para que o corpo se recupere energeticamente. Durante a quarentena, no entanto, as mudanças de rotina, associadas com o estresse e alimentação, podem desregular o sono e até mesmo contribuir para a insônia. Confira algumas dicas de como combater esse problema e dormir melhor nesse período complicado!

Ver mais