Voltar para home page
Bem-estar

5 dicas para voltar à rotina depois da pandemia

Alguns cuidados são necessários nesse período

Alguns cuidados são necessários nesse período

Os meses de isolamento por causa da pandemia do coronavírus podem deixar algumas consequências na vida da população mesmo quando a rotina voltar ao normal. As pessoas tiveram que se adaptar a um novo modo de vida em meio à incertezas sobre a saúde. A volta à vida normal, mesmo quando os casos da doença diminuírem consideravelmente, pode ser difícil para algumas pessoas, principalmente àquelas que experimentaram acometimentos psicológicos durante o período, como aumento do estresse e da ansiedade. Veja abaixo 5 dicas para lidar melhor com isso!

1 - Dê atenção à sua saúde mental

A pandemia com certeza trouxe muitas preocupações para a população. Além do aspecto de saúde, a situação pode deixar consequências psicológicas. Pessoas que tiveram a doença ou mesmo que perderam algum amigo ou familiar podem sentir isso com mais intensidade, mas a parcela da população que ficou muito tempo dentro de casa também está sujeita a ter problemas de ansiedade, estresse e até mesmo sintomas depressivos. Em outros casos, o medo de contrair o vírus pode trazer importante sensação de insegurança para a pessoa que precisa sair de casa, revelando sinais que podem indicar um transtorno de pânico. É importante se auto avaliar e observar como os familiares, especialmente crianças e idosos, estão lidando com isso. O apoio de um psicólogo pode ajudar bastante nesse momento.

2 - Não se esqueça de hábitos importantes adquiridos durante a pandemia

O estado de pandemia trouxe para a rotina algumas hábitos relacionados à higiene e cuidados gerais com a saúde. Alguns deles podem trazer benefícios para a vida em geral, desde a limpeza correta das mãos e até não entrar em casa com os calçados sujos da rua. Na volta à vida normal, pode ser interessante manter alguns deles, sem obsessão ou cobranças. Avalie o que melhor funciona para você e sua casa!

3 - Recupere a rotina de exercícios físicos aos poucos

Provavelmente um dos maiores impactos que a população em isolamento social observou foi a diminuição das práticas de exercícios físicos. Até mesmo aquela caminhada do ponto de ônibus até o trabalho deixou de fazer parte da rotina. Se você não se adaptou a fazer exercícios em casa, com certeza o seu corpo vai sentir. Volte aos treinos de maneira gradual e sem forçar muito para evitar lesões e muitas dores musculares. Não se cobre também: pode ser que demore um pouco para recuperar a sua resistência e forma física.

4 - Faça um check-up de saúde

A falta de exercícios físicos, baixa de vitamina D, alimentação desregulada e estresse podem causar problemas mais sérios à saúde. Considere fazer um check-up de saúde quando a situação estiver normalizada. Se você teve Covid-19, é importante fazer um acompanhamento regular para verificar o seu estado geral de saúde. Como a ação do vírus ainda é muito recente, não há dados muito específicos sobre os efeitos à longo prazo da doença.

5 - Só volte à normalidade completa depois da vacina

Por mais que você volte a trabalhar no escritório, por exemplo, e haja uma diminuição considerável dos casos de Covid-19 no país, a situação ainda não está totalmente controlada até que a população esteja devidamente imunizada contra o coronavírus. Algumas pesquisas já estão em andamento e com bons resultados: a expectativa é que o mundo tenha uma vacina comprovada pelo menos até o início de 2021. Até lá, é importante que você ainda tome cuidados importantes, como evitar aglomerações, higienizar as mãos com frequência, usar máscaras e manter o distanciamento social.

Últimas novidades

Herpes labial: descubra o que é e como buscar tratamento

Saúde

Herpes labial: descubra o que é e como buscar tratamento

A herpes labial é causada pelo vírus HSV (Herpes Simplex Virus) e se divide em dois tipos, o HSV-1, que geralmente fica alocado na cavidade bucal, e o HSV-2, que atinge os genitais. Ambos são extremamente contagiosos, mas o primeiro é o mais comum. Para se ter uma ideia, a Organização Mundial da Saúde estima que 67% da população está infectada por ele.

6 dicas para fazer exercício físico em casa de forma segura

Exercício físico

6 dicas para fazer exercício físico em casa de forma segura

A quarentena fez muita gente aderir aos exercícios físicos caseiros - e isso é um bom sinal. Ficar em casa sem se movimentar pode gerar diversos problemas de saúde típicos do sedentarismo. As dores na coluna são um dos principais exemplos. No entanto, para que a atividade física renda os benefícios desejados, é preciso cuidado e respeito aos limites do corpo.

Quais os benefícios das leguminosas para a saúde?

Alimentação saudável

Quais os benefícios das leguminosas para a saúde?

Você consome feijão todos os dias? Apesar de ser um item muito consumido no Brasil, pouca gente sabe da importância não apenas do feijão, mas de todas as leguminosas, para a saúde do nosso corpo. Assim como os legumes, verduras, frutas e hortaliças, as leguminosas devem fazer parte das refeições diariamente. Ricas em fibras, proteínas, carboidratos, também são uma fonte poderosa de ferro.

Como identificar a depressão em familiares e amigos próximos?

Saúde

Como identificar a depressão em familiares e amigos próximos?

A depressão é considerada uma das doença mais comuns do século. Apesar de afetar mais de 2 milhões de brasileiros, o transtorno ainda é cercado de tabus e dificuldade de diagnóstico. As causas da depressão não são totalmente claras, mas acredita-se que o distúrbio sofre interferências de fatores biológicos, sociais, comportamentais e ambientais. A doença pode se manifestar de diversas formas, mas normalmente os sinais mais comuns são tristeza profunda, perda de interesse por atividades que antes eram comuns na rotina, desânimo e isolamento social.

Ver mais