Voltar para home page
Bem-estar

7 dicas para prevenir o envelhecimento da pele

Para evitar o envelhecimento precoce da pele, mude alguns hábitos na sua vida

Para evitar o envelhecimento precoce da pele, mude alguns hábitos na sua vida

Envelhecer é um processo natural do corpo humano. Na pele, isso se torna mais aparente ainda. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, o envelhecimento do organismo está associado com a morte das células somáticas, que não se renovam como na juventude. O tecido fibroso, aquele que forma os músculos, também sofre perdas ao longo do tempo, assim como a renovação celular passa a ser mais devagar. Além de traços genéticos, os hábitos de vida também se refletem no envelhecimento, sobretudo da pele: alimentação, exposição solar, consumo de drogas e até a poluição do ambiente influenciam isso.

É possível retardar os efeitos do envelhecimento da pele com a adoção de alguns hábitos. Quanto mais cedo houver essa consciência, melhor. Pensando nisso, separamos 7 dicas infalíveis para você seguir e ter uma pele mais saudável.

1) Beba bastante água para ter uma pele mais saudável

Fundamental para a saúde do corpo como um todo, é ideal que você beba a quantidade de água adequada para o seu peso corporal. A hidratação ajuda a melhorar o funcionamento do metabolismo e é capaz de prevenir problemas de pele, como eczemas e rugas. Para saber a quantidade correta que precisa tomar por dia, multiplique 35ml pelo seu peso corporal. Uma pessoa com 45kg, por exemplo, precisa beber 1,5 litros de água por dia para fornecer ao organismo a quantidade adequada de água - o equivalente a cerca de oito copos.

2) Use protetor solar todos os dias

Não importa se está frio ou calor: usar protetor solar é imprescindível para manter uma pele jovem. Os raios UVA e UVB ressecam e desidratam a pele, trazendo o envelhecimento precoce. Além disso, a exposição prolongada ao sol sem uso de protetor pode causar câncer de pele. O ideal é usar produtos com FPS acima de 30.

3) Mantenha sua pele limpa

A higienização correta da pele é fundamental para preservar a saúde. O melhor é conversar com um dermatologista antes de escolher um produto e definir a frequência, mas a pele do rosto precisa ser lavada pelo menos duas vezes ao dia com sabonetes específicos para a região. Dormir de maquiagem também é um hábito que você deve deixar para trás se quiser prevenir o envelhecimento da pele.

4) Se alimente bem e pratique exercícios físicos

Um corpo saudável se reflete na aparência da sua pele. Mantenha uma alimentação saudável e livre de alimentos processados e frituras. Prefira alimentos leves e com um bom nível nutricional. Além disso, não deixe de praticar atividades físicas - uma simples caminhada de 30 minutos pode fazer muito pela sua saúde.

5) Tenha um bom sono

O sono é um poderoso reparador da pele. Durante a noite, o corpo libera melatonina, o hormônio do sono, e é aí que as células do corpo se renovam, incluindo as da pele. Não ter uma boa noite de sono significa manter células mortas e envelhecer mais rápido.

6) Pare de fumar

O cigarro possui substâncias tóxicas que provocam o ressecamento e envelhecimento precoce da pele. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, o contato com a fumaça ajuda na perda da elasticidade cutânea. Além disso, as substâncias presentes no cigarro reduzem o fluxo sanguíneo da pele, o que impede os tecidos de receberem a quantidade de oxigênio adequada. Isso resulta no envelhecimento da pele, surgimento de rugas, principalmente na região da boca, e um tom mais amarelado da pele.

7) Coma alimentos com colágeno

O colágeno é um elemento presente em nosso organismo, responsável pela elasticidade e viçosidade da pele. Mas você pode turbinar ainda mais a juventude da sua pele incluindo em sua dieta alimentos que contenham colágeno, como carnes, ovo, peixes, cereais como feijão e lentilha, soja e frutas vermelhas e aquelas com alta concentração de vitamina C.

Últimas novidades

Diabetes I e II: qual a diferença entre os dois tipos da doença?

Saúde

Diabetes I e II: qual a diferença entre os dois tipos da doença?

Diabetes é uma das doenças mais comuns e que mais matam no mundo. Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), existem mais de 13 milhões de pessoas vivendo com a doença no Brasil e os números não param de crescer. Em muitos casos, uma pessoa pode ser diabética sem saber. A diabetes pode se manifestar nos tipos I e II: com ações diferentes no organismo, cada uma demanda um cuidado específico. Entenda mais e veja como evitar as complicações graves.

Quarentena: 5 práticas de autocuidado para deixar seus dias mais leves

Bem-estar

Quarentena: 5 práticas de autocuidado para deixar seus dias mais leves

As recomendações dos principais órgãos de saúde são claras: é preciso ficar em casa para se proteger do novo coronavírus. A quarentena, no entanto, pode ser muito estressante: afinal, estamos no meio de uma pandemia e longe dos amigos e família. Nesse momento, se promover alguns momentos de autocuidado e relaxamento podem ajudar. Pensando nisso, separamos 5 práticas para você cuidar do seu bem-estar físico e emocional e deixar os seus dias mais leves durante esse período difícil. Confira!

Candidíase: o que causa e como aliviar o desconforto?

Saúde

Candidíase: o que causa e como aliviar o desconforto?

A candidíase é uma doença causada por fungos que, em geral, atinge mais a região genital do corpo. Apesar da infecção poder afetar ambos os sexos, as mulheres são as que mais sofrem com o incômodo. A candidíase causa muito desconforto e pode ser desencadeada por desequilíbrios no sistema imunológico, estresse e uso de roupas muito apertadas. Os sintomas mais comuns são ardência, coceira, inchaço, corrimento, dor ao urinar e durante as relações sexuais. Entenda mais sobre o problema e como aliviar!

Como manter o sono regulado na quarentena?

Bem-estar

Como manter o sono regulado na quarentena?

A má qualidade de sono pode trazer diversos prejuízos para a saúde do corpo e da mente. É durante a noite que o organismo passa por processos metabólicos importantes para o seu funcionamento. Dormir a quantidade de horas recomendadas é fundamental para que o corpo se recupere energeticamente. Durante a quarentena, no entanto, as mudanças de rotina, associadas com o estresse e alimentação, podem desregular o sono e até mesmo contribuir para a insônia. Confira algumas dicas de como combater esse problema e dormir melhor nesse período complicado!

Ver mais